Connect with us

Cinema

A Noite dos Mortos Vivos deve ganhar continuação direta

Published

on

A Noite dos Mortos Vivos clássico do terror, de 1968

Um dos maiores clássicos do gênero de terror, A Noite dos Mortos Vivos, que deu sequência a uma série de cinco filmes, está prestes a ganhar uma continuação direta, baseada em uma história original criada por George Romero, idealizador do filme original, que foi responsável por popularizar os zumbis dentro do gênero e no imaginário popular. A informação é do Comic book.

Ainda sem muito detalhes, o que se sabe é que o roteiro original foi escrito em 1970, mas nunca foi produzido, por motivos desconhecidos, e agora finalmente ganhará vida. Intitulado “A Noite dos Mortos Vivos: Capítulo II”, o filme deve ignorar a sequência “oficial”, O Despertar dos Mortos, e focar sua história em pequenas comunidades antes de mostrar a infestação zumbi atingir as grandes cidades.

A Noite dos Mortos Vivos fez história por ser a primeira obra a trazer os zumbis para o foco do cinema, ainda em 1968. Foi um sucesso comercial, mas se tornou um estouro cultural sem precedentes, ao inserir os mortos vivos no imaginário popular e abrir a porta não apenas para produções de horror no geral, mas para um avanço da produção independente nesse aspecto.

No início deste ano, a esposa de Romero, Suzanne Desrocher-Romero, revelou que o falecido cineasta deixou para trás dezenas de roteiros que não foram reproduzidos.

“George era um escritor prolífico. Ele adorava escrever, e nós temos 40, 50 roteiros que ele escreveu, e muito disso é muito bom. Ele tinha muito a dizer.

Não está claro se “A Noite dos Mortos Vivos: Capítulo II” é um desses roteiros que o cineasta deixou para trás, ou se foi um grupo diferente de produtores que desenvolveu o conceito do próximo filme.

Clique para comentar!

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

  Subscribe  
Notify of

Cinema

5 filmes para se assistir na Globoplay

Published

on

Além de investir em séries originais, outra estratégia usada pela Globoplay, serviço de streaming da Globo, para competir com a Netflix, é a expansão do seu catálogo de filmes, que hoje inclui muito mais do que apenas filmes nacionais.

Separamos, nesta lista, 5 produções disponíveis na Globoplay que valem uma olhada:

1 – O Casamento do Meu Melhor Amigo

Uma das mais clássicas comédias românticas é uma das boas opções disponíveis no streaming da Globoplay. A história de Julianne (brilhantemente interpretada por Julia Roberts, no auge de sua carreira), uma mulher que descobre que está apaixonada pelo seu ex namorado e agora atual melhor amigo, emocionou a todos nos anos 90 e é uma excelente pedida pra quem gosta de uma comédia romântica.

2 – Paraísos Artificiais

Foto: Divulgação

Se o que você procura é um filme brasileiro, o streaming da Globoplay é cheio de opções e uma delas é Paraísos Artificiais. Contada por linhas temporais diferentes e truncadas, o longa traz a complicada história de amor de Érika (Nathalia Dill) e Nando (Luca Bianchi), entre festivais de música eletrônica, drogas sintéticas e álcool.

3 – Comer, Rezar e Amar

Foto: Divulgação

Mais um filme com Julia Roberts, mas mais recente e em outra linha. Comer, Rezar e Amar é baseado em um famoso livro de auto ajuda e conta a história de Liz (Roberts), uma mulher que achava que tinha tudo que precisava na vida, até passar por uma decepção e perceber que precisava mudar e embarca em uma jornada de autoconhecimento e descoberta.

4 – As Aventuras de Tintim

Foto: Divulgação

Dirigido pelo tarimbado Steven Spielberg e vencedor do Globo de Ouro de animação, As Aventuras de Tintim é baseado em uma série de histórias em quadrinhos e conta a história do repórter Tintim e seu fiel escudeiro, o cão Milu. No filme de 2011, os dois embarcam em uma história de sequestro e mistério depois de comprarem uma miniatura de um barco e serem sequestrados juntos com o capitão do mesmo.

5 – Elysium

Foto: Divulgação

Produção norte-americana com Wagner Moura e Matt Damon no elenco, Elysium é uma boa pedida para os fãs de ficção científica e conta a história de um futuro (2154) onde o que restou da raça humana está dividida em dois grupos: Um vive em uma estação espacial, enquanto outro (o sem acesso e pobre) vive no que restou da Terra após a destruição humana.

Leia Também:

5 animações vencedoras do Oscar para assistir na Netflix 

Confira trailer e sinopse de Toy Story 4

– A reação dos famosos à morte de Stan Lee

Continue Lendo

Cinema

Franquia Jack Reacher vai ganhar série de TV

Published

on

Tom Cruise em Jack Reacher (Foto: Divulgaçao)

Depois de dois filmes, Tom Cruise não irá mais interpretar Jack Reacher.

A série de livros que foi transformada em uma franquia de filmes estrelada por Tom Cruise, vai para a pequena tela, em formato de série de TV. O autor dos livros, Lee Child, deu a notícia na quarta-feira, dizendo que há um acordo com os produtores Skydance Television e Paramount Television para uma série de TV de Jack Reacher. Este acordo sinaliza o fim dos filmes liderados por Cruise, e Cruise não irá estrelar a série de TV em potencial.

Na série Jack Reacher, o personagem-título, é um veterano do Exército dos EUA que trabalha como detetive contratado. Cruise estrelou como Reacher em dois filmes: Jack Reacher, lançado em 2012, e a sequência Jack Reacher: Never Go Back, lançado em 2016. Mas nos livros, Reacher é descrito como grande e fisicamente imponente, e Child observa que Cruise, mesmo com todo o seu talento, não tinha essa fisicalidade”.

Para a série de TV, então, eles estão procurando alguém que corresponda mais à descrição dos livros de Reacher.

Child disse que está de olho na Netflix ou outra “emissora de streaming” para a série de TV, mas nada foi definido ainda.

O primeiro filme foi lançado em 2012, rendeu quase US $ 220 milhões em todo o mundo e recebeu críticas positivas, apesar da reação inicial negativa por trás da escalação de Cruise. A sequência, Jack Reacher: Never Go Back, saiu quatro anos depois e não impressionou os críticos ou as bilheterias, talvez outro dos motivos que levou ao cancelamento da franquia.

Leia Também:

Saiba quando Game of Thrones deve voltar

– Escritor há meio século, Aguinaldo Silva prova que o sucesso da arte é o poder de se reiventar

– Seria Fátima Bernardes a Oprah brasileira?

Continue Lendo

Cinema

Lista: 5 filmes indepedentes que chegaram até o Oscar

Published

on

 

Moonlight, vencedor do Oscar de Melhor Filme (Foto: Divulgação)

Que o Oscar é a maior honra que um filme pode receber, todo mundo sabe. É pra isso que os grandes estúdios trabalham incansavelmente, investindo milhões em produção, elenco e divulgação. Contudo, existem aqueles estúdios menores que, mesmo sem grandes recursos de divulgação e produção, conseguem realizar filmes que, pelo boca-a-boca ou aclamação crítica, chegam lá. São os chamados filmes independentes.

Conheça 5 dessas produções que, a despeito de todos os problemas, chegaram até o Oscar.

1 – Moonlight

Um dos marcantes vencedores da história do Oscar de Melhor Filme  tem vários motivos para isso: Foi o primeiro filme com temática LGBT a vencer o prêmio máximo da noite, bem como o de menor orçamento – sem contar a virada história em cima do então favorito La La Land.  A produção da A24 ainda venceu 6 prêmios no Spirit Award, o “Oscar” dos filmes independentes.

2 – Quem que ser um Milionário?

Foto: Divulgação

Um dos últimos grandes vencedores da Academia, o filme de Danny Boyle conseguiu, em 2008, vencer 8 Oscar dos 10 a que foi indicado (incluindo Melhor Diretor e Melhor Filme), uma marca e tanto para um filme que não apenas era independente, como britânico. A história de Jamal (um inspirado Dev Patel em início de carreira) arrebatou a publico e crítica e quebrou barreiras de uma forma que até hoje, poucos filmes conseguiram.

3 – Corra!

Foto: Divulgação

Provavelmente o maior sucesso do gênero no ano passado, Corra! chegou onde poucos filmes independentes e lançados bem antes da chamada award season (período entre outubro e dezembro, onde geralmente os estúdios lançam suas apostas pra cerimônia) chegaram. Além da aclamação crítica e das diversas indicações, o filme venceu o Oscar de Melhor Roteiro Original, um dos principais da noite e, além de tudo, é um ótimo thriller sobre racismo, mistério e do que há de pior no ser humano.

4 – 127 Horas

Foto: Divulgação

Baseado na real história de Aron Ralston, que ficou 127 horas preso pelo braço contra a parede de um canyon, em uma aventura no Blue John Canyon.  O longa independente dirigido por Danny Boyle conta os dias de desespero de Aron e sua tentativa de não perder o controle e de se manter vivo, enquanto tenta amputar o próprio braço para conseguir escapar. O filme foi indicado a 6 Oscars, incluindo melhor filme e melhor ator para James Franco, que interpreta Aron.

5- Juno

Foto: Divulgação

Escrito em 2007 pela então iniciante Diablo Cody, Juno quebrou barreiras ao ser um filme independente, com uma protagonista adolescente (Ellen Page), com um tema ainda um pouco tabu à época (gravidez na adolescência) e uma roteirista desconhecida ao ser indicado a 4 Oscars e vencer 1 (de roteiro original). Além do Oscar, o filme também foi indicado a outros prêmios e venceu 3 Spirit Awards.

Leia Também:

– Por que Sob Pressão faz tanto sucesso

5 séries de época para viajar no tempo

O caminho da Rede Globo até o Emmy

Continue Lendo

Enquete

Advertisement

Siga-nos no Twitter

Advertisement

Curta-nos no Facebook!

Advertisement

Copyright © 2018 O Canal - Onde a TV vira notícia!