Connect with us

Cinema

BBC News revela título de sequências de Avatar

Published

on

Foi em 2009 que Avatar chegou aos cinemas do Brasil e do mundo revolucionando a forma de se fazer e consumir filmes. James Cameron, que já havia escrito seu nome na história do cinema com “Titanic”, ousou ao produzir um filme com efeitos visuais de encher os olhos, filmado em 3D em uma época onde o formato tinha acabado de começar a ser discutido e o resultado foi um clássico moderno, vencedor de alguns Oscars e, até hoje, o recordista absoluto de bilheteria mundial.

Imagem do primeiro filme de "Avatar"

Avatar (Foto: Divulgação/FOX)

Segundo a sinopse do filme, “No exuberante mundo alienígena de Pandora vivem os Na’vi, seres que parecem ser primitivos, mas são altamente evoluídos. Como o ambiente do planeta é tóxico, foram criados os avatares, corpos biológicos controlados pela mente humana que se movimentam livremente em Pandora. Jake Sully, um ex-fuzileiro naval paralítico, volta a andar através de um avatar e se apaixona por uma Na’vi. Esta paixão leva Jake a lutar pela sobrevivência de Pandora.

Desde então, fala-se muito em suas sequências. Sim, no plural. Agora, quase 10 anos depois, os títulos das mesmas (serão 4, confirmadas por Cameron) podem ter sido revelados pela BBC News. Segundo a revista britânica, os filme se chamarão: “Avatar: The Way of Water; Avatar: The Seed Bearer, Avatar: The Tulkun Rider and Avatar: The Quest for Eywa”. Em tradução livre: Avatar: A Jeito da Água, Avatar: O Portador da Semente, Avatar: O Cavaleiro Tulkun e Avatar: A Missão de Eywa.

Os filmes tem previsão de estreia para 2020, 2021, 2024 e 2025, respectivamente. Cameron dirige, escreve e produz todos e o elenco principal deve retornar. A dúvida que fica é: Conseguirá o diretor – que não precisa provar mais nada para ninguém – sustentar sua história por mais quatro longas metragens?

Quase nada se sabe sobre a trama dos próximos filmes, mas a história recente mostra que menos é mais, no que diz respeito a grandes franquias. Resta saber se essa máxima resistirá ao trabalho de um homem com o calibre e competência de James Cameron.

Clique para comentar!

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

  Subscribe  
Notify of

Cinema

Lista: 5 animações vencedoras do Oscar para assistir na Netflix

Published

on

Elsa e Anna em Frozen (Foto: Divulgação/Disney)

Com a chegada do feriado, muita gente começa a se perguntar a melhor forma de aproveitar o dia de descanso. Alguns vão para a praia, outros preferem o conforto do seu sofá. Para estes, as opções oferecidas pelos serviços de streaming sempre parecem uma boa opção de entretenimento. Separamos, aqui, 5 animações vencedoras do Oscar que você pode encontrar na Netflix caso queira deixar seu descanso com um ar mais doce:

1 – Frozen

É impossível encontrar alguém que seja ligado em cinema e, nos últimos anos, não tenha cantado Let It Go, mesmo sem querer, ao menos uma vez. O maior sucesso da Disney dos últimos tempos conta a história de Anna e Elsa, princesas do Reino de Arendelle, que precisam lidar com o fato de Elsa ter sido amaldiçoada a transformar as coisas em gelo desde criança.

2 – Divertida Mente

Foto: Divulgação

Imagine a bagunça que seria se cada sentimento que você possui tivesse corpo e vontades próprias e todos eles disputassem espaço na sua mente. A alegria, a tristeza, a ira… “Divertida Mente” imagina um mundo onde isso é possível e consegue criar uma história com a marca que já é característica da Disney/Pixar: A capacidade de, ao mesmo tempo, divertir, emocionar e fazer pensar.

3 – Valente

Valente conta a história de Mérida, uma jovem princesa que é diferente daquelas que estamos acostumados a ver. Herdeira do trono, Mérida se recusa a seguir diversos padrões impostos, como a de se casar com o cavalheiro que conseguir sua mão em um torneio. Disposta a seguir seu próprio destino, Mérida parte em uma jornada de autoconhecimento divertida e emocionante.

4 – Wall – E

Foto: Divulgação

A história de amor mais diferente que a Disney já contou, Wall-E nos apresenta a um robô deixado na Terra que passa todos os seus dias catando lixo, por mais de 700 anos, até que um dia, conhece Eve, uma sonda mecânica em missão à Terra, e começa a fazer de tudo para viver essa paixão. Dica: Separe uns lenços, porque além de rir, você também vai se emocionar.

5 – Os Incríveis

Foto: Divulgação

Se o que você procura é um filme família, Os Incríveis é a resposta. A história de uma família com superpoderes foi uma das primeiras vencedoras do Oscar de Melhor Animação e nos apresenta aos incríveis Beto e Helena, dois super heróis aposentados que escondem seus poderes e os de seus filhos para tentar se proteger de uma sociedade que não os aceita mais.

Leia Também:

– Os 5 melhores super heróis de Stan Lee

– 5 séries que merecem ganhar um revival

5 filmes adolescentes do século para você se sentir jovem

Continue Lendo

Cinema

Confira o novo trailer e sinopse de Toy Story 4

Published

on

Toy Story 4 finalmente ganha trailer e data de lançamento (Foto: Reprodução)

Um dos lançamentos mais esperados do ano que vem, “Toy Story 4”, ganhou um novo trailer. A sequência continua a amada franquia da Pixar após os eventos finais de “Toy Story 3”, onde Andy dá seus brinquedos para a jovem Bonnie. Em Toy Story 4, os personagens embarcam em uma nova aventura no quarto de Bonnie, que envolve o novo personagem Forky – um garfo que foi transformado em um brinquedo e que agora enfrenta uma crise existencial.

Confira:

Além do trailer, o filme também ganhou uma sinopse oficial:

“Woody sempre foi confiante sobre seu lugar no mundo e que sua prioridade é cuidar de sua criança, seja Andy ou Bonnie. Mas quando Bonnie adiciona um relutante novo brinquedo chamado “Forky” ao seu quarto, uma aventura de estrada ao lado de velhos e novos amigos mostrará a Woody quão grande o mundo pode ser para um brinquedo. Dirigido por Josh Cooley e produzido por Jonas Rivera (“Divertida Mente”, “Up”) e Mark Nielsen (produtor associado “Divertida Mente), “Toy Story 4” da Disney • Pixar chega aos cinemas em 21 de junho de 2019.”

Esta sequência tem sido esperada por um longo tempo e envolveu vários problemas internos. O filme foi oficialmente confirmado em 2014 com o então diretor de estúdio John Lasseter pronto para dirigir a partir de um roteiro de Rashida Jones e Will McCormack, baseado em uma ideia original do veterano da Pixar Andrew Stanton (Procurando Nemo).

No entanto, o processo de desenvolvimento foi longo e carregado, com Jones e McCormack acabando por abandonar o projeto por causa de diferenças criativas, Lasseter deixando a cadeira do diretor e a história presumivelmente sendo reconcebida. Os atrasos forçaram a Pixar a tirar o filme de suas datas de lançamento de 2017 e de 2018 e agora, finalmente, ele chegará aos cinemas.

Leia Também:

– Como Ryan Murphy se tornou o midas da TV americana

– Disney prepara série de Loki para serviço de streaming

– 5 séries que merecem ganhar um revival

Continue Lendo

Cinema

Como o streaming mudou o jeito de assistir TV no Brasil

Published

on

Os streamings vieram para matar a TV? (Foto; Reprodução/Netflix)

Em meio a um mundo agitado e marcado cada vez mais pela agilidade e pela falta de tempo, os serviços de streaming emergiram. Apresentando-se como opção às formas de consumo de conteúdo convencionais, não demorou muito para se popularizarem e ganharem não apenas adeptos, como defensores fervorosos. Netflix, Globoplay, Amazon… Até grandes estúdios, como a Disney, viram o potencial que existia ali e começaram a investir na criação de um serviço.

É bem fácil entender o fenômeno: O espectador pode, finalmente, fazer seu próprio horário. Não precisa mais redefinir seu cronograma porque o filme que quer assistir será exibido apenas naquele momento, nem remarcar um compromisso para não perder o novo episódio de sua série favorita – em alguns casos, nem esperar quase uma semana para saber como se dará a continuação do mesmo. Se antes, mesmo com o controle às mãos, a sensação que se passava era a de amarras invisíveis nos segurando a programação, agora é o inverso.

Cada um é dono de si, do seu tempo e consegue otimizá-lo da melhor forma possível para adequá-lo ao consumo de produtos audiovisuais, A grande discussão a se levantar é: Qual é o futuro da TV aberta e da TV fechada? É possível que, em um futuro não tão distante assim, estas emissoras adotem o modelo do streaming ao não produzir conteúdos com horário fixo? Salvam-se, aqui, os programas noticiosos, esportivos ou reality shows, que tem sua base fixada no que acontece ao vivo e que não podem sofrer tal rotatividade.

Já no que tange a produção de novelas e outros conteúdo de entretenimento, a ausência do imediatismo aponta para esse caminho. Não existe nada que segure esse tipo de programa a um horário pré definido (inclusive é cada vez mais visível que muita gente está deixando de ver a novela ao vivo para assistir ao capítulo na Globoplay, no caso da Rede Globo) e testar um novo formato é algo compreensível.

O problema é que tal mudança esbarraria justamente na tradição que o brasileiro já possui com a telenovela. Produto intríseco à nossa história, é complicado – talvez impossível – imaginar o telespectador médio deixando de sentar-se ao sofá no final da noite, ligando a TV em uma novela, para deixar acumular para ver depois por outros meios.

É uma guerra fria, entre o novo e o velho, que está longe de acabar – e de ter vencedor definido.

Continue Lendo

Enquete

Advertisement

Siga-nos no Twitter

Advertisement

Curta-nos no Facebook!

Advertisement

Copyright © 2018 O Canal - Onde a TV vira notícia!