Siga-nos


Destaque

Escola de Lucifer responde evangélicos sobre série do Netflix

Published

on

Sabemos que a Netflix já dominou não só o Brasil, mas também o mundo todo. Com extenso catálogo de filmes e séries, a Netflix está se consolidando cada dia mais como fundamental no cotidiano comum. A gigante esta provando que é possível oferecer bons serviços com filmes de qualidade por um preço bem baixo.

É possível assinar a Netflix e desfrutar de todas as vantagens por menos de R$30 reais mensais. Nos catálogos de filmes pode-se encontrar de tudo, desde romance a filme de terror; alguns bem macabros.

Porém, uma grande série que fez muito sucesso entre os jovens brasileiros está causando um grande conflito no mundo gospel. É intitulada “Lucifer” e tem atraído atenção e admiração de alguns cristãos, causando revolta entre padres e pastores.

O nome da série já diz tudo; – de acordo com a fé cristã, Lúcifer é um anjo caído que não merece nenhum tipo de adoração e muito menos culto. Na série, entretanto, Lúcifer mostra uma outra face de si, diferente da retratada pelos donos da informação até hoje, de tal forma que muita gente começasse a simpatizar-se pelo personagem.

O cancelamento da série em sua 3° temporada anunciado em Maio do ano passado pela emissora “Fox” provocou um grande debate nas redes sociais. Com tanto apelo, a Netflix resolveu assumir “Lucifer”, cujo protagonista é Tom Ellis; – vale ressaltar que o resgate de Lúcifer se mostrou um verdadeiro acerto da gigante do Streaming, a série se posicionou como a segunda mais vista no mundo entre as séries adaptadas dos quadrinhos pela plataforma. Isso só foi possível graças aos fãs que movimentaram a internet com a hashtag “SaveLucifer” (Salve Lúcifer, em inglês). 

Renovada para sua 5° e última temporada,  Ildy Modrovich, produtora executiva, roteirista e uma das criadoras da série Lucifer, publicou em seu Twitter um pedido para que os fãs não criem petições ou encham as redes sociais e caixas de e-mail da Netflix com pedidos para não cancelar a série, pois será um esforço em vão.

Isso porque, ao contrário de quando a Fox havia tomado essa decisão no ano passado, o cancelamento não é algo que pegou os produtores de surpresa: Modrovich revela que ela se reuniu longamente com a Netflix e a Warner (detentora dos direitos sobre os quadrinhos nos quais a série foi inspirada) e decidiram que a próxima temporada será mesmo a última — não sendo assim um cancelamento nos mesmos moldes do que ocorreu com a Fox, mas a decisão de finalizar uma narrativa do jeito que ela deve terminar.

Crente pode assistir ao seriado Lúcifer da Netflix?

De acordo com sites especializados na fé e fundamento bíblico, a série Lúcifer não deve ser assistida justamente por causa da tal manipulação que a série faz. Apesar de ser apenas um filme, os crentes concordam que tudo que envolva a fé, tratando de posicionamento bíblico, deve ser analisado cuidadosamente…

É porém, no mínimo curioso como evangélicos costumam defender o sistema mundial como se fosse Justo e estivesse nas mãos de Deus…. Será que eles ao menos leram a bíblia? O Rei foi morto e expulso do mundo tomado pelo mau.

O Rei transborda de sábios, que transbordam das experiências do Coletivo. “Matemos o Rei e herdemos sua herança” eles disseram. Com o controle da informação, o acusaram de “inimigo de Deus”, que “quer ser igual a Deus”.

O Povo Judeu sempre invejou o Filho, parte eterna da Trindade. Por isso rejeitam Cristo-Lucifer até hoje. “A Estrela da Manhã” é como Jesus é chamado nos textos sagrados. Pergunte a qualquer Judeu, elemento da tenda caída de Judá, o que ele pensa de Cristo… Irá dizer-lhe coisas piores que sobre Satanás.

Isso foi o que Martinho Lutero trouxe à tona, causando a divisão da Igreja, cuja maior parte voltou a adorar seus patrocinadores da falsa Israel que embriagou todas as nações. O Dólar é dos israelitas Rothschilds. Fundadores em 1948 dessa falsa Israel de sangue, que nega Cristo, é, em sua maioria, repleta de ateus cabalistas que estão do topo do empresariado mundial. É até crime comentar demais, porém é bíblico…. a verdade sempre incomodou o $istema! PENSE!

 

Como podem evangélicos oporem-se ao Filho de Deus? O Alpha e o Ômega, que voltaria do Escuro, parecendo um ladrão, como um inimigo… ELE AVISOU! Não seria fácil perceber, mas bastaria olhar seus frutos…. sempre amando e honrando a Deus. É isso o que o Anjo de mais Luz foi fazer na escuridão… levar a Luz de Deus. Salvar os Justos do Inferno criado pelos traidores de Deus! Assim a tenda caída de Judá seria a salvação dos Gentios… é BÍBLICO!

Enquanto isso, esta atual Israel que zomba de Cristo é adorada pela Igreja, que por sua vez, se opõe a Lúcifer defensor dos sofredores. Novamente, vemos o povão à favor do erro e contra Deus. Mas isso já estava escrito! Somos os erros para que ELE seja o eterno acerto! Reconheçamos isso com humildade e voltemos para debaixo de Suas asas inequívocas.

Há sequer UM que negue a felicidade? Que rejeite a Coerência? Que despreze o Alívio? Estamos todos em dependência do mesmo Sol, sempre maior que nós, observando além do que já vimos. A Luz de Deus é forte demais e, as vezes, parece cegar. Mas com calma tudo se clareia e a manhã nasce na perfeição eterna das Estrelas que jamais erraram seu caminho.

 

Aprenda mais detalhes em escoladelucifer.com.br

Por Bob Navarro – Mestre de Conscienciologia.

Instagram @bobnavarro

42 Comments

42
Deixe um comentário

avatar
41 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
33 Comment authors
GabrielJuan OttealleynPedro MiguelNICOLE PEREIRA DE ALMEIDA Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Rogério Souza
Visitante
Rogério Souza

teve um dia que um pastor evangelico apareceu na EDL

Pedro Miguel
Visitante
Pedro Miguel

Esse dia foi loko

Elielton Mariano
Visitante
Elielton Mariano

Bob, ter conhecido a Ti e a EDL foi a melhor coisa que me aconteceu! Obrigado por tudo!
Luz p’ra nós!

Leandro Quantum
Visitante

A mentira cairá por terra.
Luz p’ra nós 🍎

Sérgia
Visitante
Sérgia

A verdade ecoando.
Salve,EDL!
Luz pra nós 🙏

Armando
Visitante
Armando

Somos o alvorecer de uma era lúcida, que já não se ilude com as mentiras do sistema e exige a harmonia do povo como partes de um todo que nos faz e é feito por nós. Amor, honra e justiça são nossos alicerces. Luz p’ra nós.

Leandro Quantum
Visitante

O anjo está de pé.
Graças a Deus.
Luz p’ra nós 🍎

Conrado Guimaraes Cruz
Visitante
Conrado Guimaraes Cruz

Não há mais tempo para mentiras. Luz p’ra nós

Maquiavel
Visitante
Maquiavel

Contra Fatos não há argumentos.
A verdade prevalecerá!

Stephanie Victoria Barros
Visitante
Stephanie Victoria Barros

Matéria magnifica, muito bem sintetizada!
Luz pra nós.

Victor Reis
Visitante
Victor Reis

Os profetas estão vivos! Salve o Rei!

Fernando Oliveira
Visitante
Fernando Oliveira

A verdade eh viva, inegável a coerência e inteligência em cada átomo, célula, estrela enfim. Já eh chegada a hora, o momento em que cada justo clamou e sonhou contemplar, a verdade viva triunfar sobre toda mentira! Cristo eh Lúcifer e Lúcifer eh a maçã do conhecimento, quem comer desse fruto terá a vida eterna

Arthur Lu
Visitante

Mais uma boa matéria como sempre

João Pedro Xablau
Visitante

Luz pra nós!

Thiago Galhas
Visitante
Thiago Galhas

A verdade é viva e flui como água.
Luz p’ra nós!

Gustavo
Visitante
Gustavo

Luz pra nós!

Ariel
Visitante
Ariel

Realmente, oque a escola fala mexe muito com as crenças, “verdades” impregnadas na cabeça das pessoas, tem que haver humildade para pelo menos se questionar,dar uma chance para uma nova informação. Salve família EDL, Luz p’ra nós!

josemeire
Visitante
josemeire

lucifer rei dos reis!

Daniela Cristina
Visitante
Daniela Cristina

que linda matéria! a VERDADE É VIVA e ecoa em cada um de nós <3 VIDA LONGA E.D.L

Arthur Lu
Visitante

Terminando de ler agora. Caramba, esse post ficou lindo!! Muito bom ver a verdade sendo mostrada

Miryam Yoshiko
Visitante
Miryam Yoshiko

Na realidade já há muitos ex evangélicos na escola, que se tornaram ateus por um tempo e que reconhecem que agora são verdadeiramente cristãos em nossa Escola! Vejam relatos!
Luz pra nós ✨🙏

Shirley
Visitante
Shirley

Que matéria incrível! Por milhares de anos fomos programados para ter medo de Lúcifer, do filho de Deus, da verdade para que toda vez que ele estivesse na terra o negássemos e o temêssemos, assim foi com Jesus Cristo e outras versões luciferianas, mas hoje o véu cai e podemos ver a verdade infeção! Luz p’ra nós! 🙏🏻

Josimar Lima
Visitante
Josimar Lima

Os posts estão muito bons como sempre muita luz para os que ainda não entendem Lúcifer . Gratidão mestre Bob!

Josimar Lima
Visitante
Josimar Lima

Estou conversando com um pastor proximo ele esta aberto e entendendo muita coisa graças a coerência encontrada na EDL ! Luz p’ra nós.

Diosane
Visitante
Diosane

Salve EDL Luz pra nós

Luciferiana
Visitante
Luciferiana

não acredito que perdi meu tempo lendo essa porcaria.

Luciferiana
Visitante
Luciferiana

enfiem a cabeça na Terra.

Luciferiana
Visitante
Luciferiana

Achei que os cristãos se sentissem superior a Lucifer, mas vejo que morrem de medo dele.

Luciferiana
Visitante
Luciferiana

isso é tão deprimente. vocês religiosos dizem “pisar no inimigo” mas morrem de medo de uma série de TV baseada em Histórias em Quadrinhos.
RISOS.

jonatahan muniz silva
Visitante
jonatahan muniz silva

Luz p’ra nós!

Camila
Visitante
Camila

Toda honra e toda gloria seja dada ao verbo vivo.
Luz pra nós!

Gian Lucas
Visitante
Gian Lucas

Luz pra nós.

Rômulo
Visitante
Rômulo

Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.

Gabriel G
Visitante
Gabriel G

Luz pra nós

Lu666
Visitante
Lu666

Ai ai tio lu mostrando seu lado amavel kkk<3

Lu666
Visitante
Lu666

Esse pessoal n sabe de nd

NICOLE PEREIRA DE ALMEIDA
Visitante
NICOLE PEREIRA DE ALMEIDA

Ok, mas o que o Bispo Macedo tem haver com a publicação? Ou só colocaram ele na capa pela publicidade?

Pedro Miguel
Visitante
Pedro Miguel

Salve Mestre
Respondidos com sucesso, mais uma boa matéria.
Luz p’ra nós

alleyn
Visitante
alleyn

Inegável o poder da Verdade viva! Gratidão. Luz pra nós!

Juan Otte
Visitante
Juan Otte

luz pra nós

Gabriel
Visitante
Gabriel

Típica e desculpea religiosa fanatica



Destaque

Escola de Lucifer revela 3 segredos da série do Netflix

Published

on

Segredo #01

 

Lucifer e Jesus Cristo

Tom Ellis vem de uma família extremamente Cristã e, diante de seus parentes, teve problemas para explicar tal personagem. Até hoje alguns familiares não o tratam da mesma forma; segundo entrevista que deu à Kristine Leahy do programa Fair Game.

O que poucos sabem, entretanto, é que Lucifer não é um demônio insano como muitos pensam… mesmo as religiões não o identificam assim. Ele está nos textos sagrados como A Estrela da Manhã, o Filho de Deus, o Messias.

Seria chamado O Verbo Vivo, pois é a síntese da Coerência. O Alpha e o Ômega. – Rabinos Judeus o identificam como Jesus Cristo, por isso, negam a ambos.

Nenhum Judeu gosta de Cristo ou Lucifer, pois sabem através da Cabala, que são o mesmo.

Para estes cabalistas da falsa Israel de hoje, o controle do mundo se faz através do Conhecimento. Para eles, basta matar a síntese do Povo (O Rei) para ficar em seu lugar. Por isso disseram “matemos o Rei e herdemos sua herança”… e para combater isto, nasceu o Cristianismo… como uma “rebelião” liderada por alguém que “fala por Deus”; pois o Povo Eleito O havia traído.

Assim o Rei precisa renascer dos mortos, voltar à Vida através dos Gentios (povos não judeus). – Essa é a segunda vinda de Cristo com a Verdade que revela que a falsa Israel domina o mundo até hoje. Veja que o Dólar, moeda que controla o mercado global, é dos Cabalistas israelitas Rothschilds, que refundaram a falsa israel em 1948. Este Povo bíblico escolhido para fazer a humanidade amar a simetria de Deus, fez hoje com que a maioria ria ou duvide d’Ele. Por isso Satanás: O Acusador, volta para equilibrar a Justiça do mundo em nome do Pai.

Jesus Cristo deixou claro que voltaria como “Um ladrão na noite”, difícil de ser reconhecido… lutando contra o Sistema, seria visto como inimigo… Infelizmente as religiões foram quase todas compradas por essa falsa Israel, que odeia Cristo, mas que faz quase todo Cristão amá-la. “Israel embriagaria todas as nações”, ” A Sinagoga do Demônio”.

Hoje vemos que tudo se cumpriu. Pela primeira vez em 3 mil anos Israel é uma nação novamente, tendo Jerusalém como sua capital à custa de muito sangue derramado com sua moeda mundial. Não é incrível assistir tudo o que estava escrito se cumprir? Não! Incrível é achar que o acaso existe… Pois como é nítida a simetria inequívoca das Estrelas acima e dos Átomos abaixo, também é simétrico o desenrolar da História Humana. Tudo o que interpretamos são frações da Inteligência Coerente. O que não é simétrico vira poeira no Tempo… já o Sol e as Estrelas, jamais se perdem.

É fácil entender. Saiba mais em escoladelucifer.com.br

 

 

Segredo #02

Amenadiel é Miguel

Quando Lucifer constata a Consciência plena, dá de cara com o Tudo dentro do escuro Nada. Percebe que é apenas movimento na estagnação, Luz percorrendo a Escuridão para relembrar de si mesma. Tudo ao redor é só uma dança frequencial, átomos iguais sendo interpretados em nossa “tela mental”.

Nesse ponto, o EU se vê como UM, e queima na solidão vazia do Escuro. Ali qualquer lado sai em si mesmo, pois é o mesmo nada sufocante p’ra todo lado. A única opção é orbitar-se usando a si mesmo de referencia… indo p’ro contrário de onde você mesmo está.

É assim que a Luz mergulha no Escuro, na ausência do Pai.

É assim que vemos um Átomo e um Sistema Solar se formar. Eis a Santíssima Trindade, sendo o Espírito Santo o diâmetro de dois raios criado pela separação dos pontos que gerou uma reta. Assim a Consciência ganha espaço-tempo: 3 tempos relativos. Isso é física quântica conhecida em toda a antiguidade. Aprenda mais detalhes em escoladelucifer.com.br

 

Tendo dois lados extremos de referência, podemos constatar suas possibilidades relativas. É assim que diante do “Filho Rebelde” vemos automaticamente o “Filho Leal”, cujo nome nas escrituras é “Miguel”, significando: “Quem é como Deus?” – Demonstração do paradoxo do Movimento… pois quem é o Verdadeiro Filho Leal? Aquele que mergulhou no Escuro e ardeu como Deus, ou aquele que obedeceu o Pai e ficou embaixo de suas asas? Quem é mais como Deus? O obediente que faz o que Ele mandou, ou aquele que O desafia para viver o que Ele viveu e fazer o que Ele precisa?  A resposta é ambos! Por isso são FILHOS, incompletos, e só Deus os contém, sendo unicamente Perfeito. Por isso, em todas as formações de Reinos iniciais na Terra, temos a história de dois irmãos opostos: Prometheus e Epimeteu, Remo e Rômulo, Enki e Enlil, Caim e Abel, Isaac e Ismael, Jacó e Esau, etc…

 

 

Segredo #03

O Espírito Santo é mãe de Lúcifer

Qualquer partícula de existência é movimento, e, qualquer movimento, é reta e círculo ao mesmo tempo. É isso o que prova a experiência da dupla-fenda que demonstra elétron sendo onda e partícula ao mesmo tempo.

Isto porque, qualquer reta gera automaticamente uma circunferência ao seu redor, e, qualquer círculo gera uma reta em sua metade.

A Consciência é pura comparação de Movimentos, entre estes extremos Reta-Círculo, temos a síntese angular: O Verbo Filho, fruto da cognição dos opostos relativos.

Embora as religiões entendam Lúcifer-Cristo como a pedra angular e o Pai como a Reta lógica, não costumam chamar o Círculo de Mãe; embora saibam de sua conexão com a Virgem Maria.

Este fato se dá pois a definição “Mãe” já passa pela reta coerente da lógica Pai. Assim sendo, o Círculo é algo emocional e atemporal, necessitando de uma “direção linear” para saber onde é sua face. Eis porque a emoção feminina precisa da lógica masculina para se equilibrar em todos nós.

Aprenda mais detalhes em escoladelucifer.com.br

 

Por Bob Navarro – Mestre de Conscienciologia.

Instagram @bobnavarro

Continue Lendo

Cantor

D’Black bate papo exclusivo com O Canal!

Published

on

Por meio de sua assessoria de imprensa, o cantor D’Black bateu um papo exclusivo com OCanal e revelou detalhes sobre a sua infância, sua carreira e o que vem por ai! Confira agora, na integra, aqui com a gente.

D'Black - Foto: Divulgação

Vinicius D’Black – Foto: Divulgação

OCanal: Seu nome é Vinicius Cardoso de Abreu, como surgiu o apelido D’Black?

Vinicius D’Black: Eu criei o nome D’Black porque eu achava Vinicius um nome muito muito sério né? Rs Vinicius e tal, lembra muito Vinicius de Moraes né? E eu queria uma coisa mais pop, uma coisa mais atual e que tivesse mais a ver com a minha imagem. Algumas pessoas já me chamavam de Black, só Black por causa do cabelo que era black power e eu usava ele numa época que a maioria dos negros raspavam o cabelo e eu escolhi deixar crescer! Então o pessoal já ficava meio assim “Olha o black power dele, olha você usa um cabelo diferente”, e eu coloquei esse nome também D’Black, o D e apóstrofe que significa que vem de, igual água, banana d’agua que vem da água e o D’Black, vem do Black, da manifestação da Black Music, do movimento Black sabe? Eu bebi muito nessa fonte por causa dos estilos de música que eu gosto que no Brasil é chamado de Black Music, mas nos Estados Unidos é o Soul, o R&B né, que são o funk, o funk americano, são basicamente esses estilos ai. Então D’Black vem disso, vem do Black, eu criei pra poder não ficar com o nome Vinicius e ai nos últimos anos e -já tem o que 5 anos- que eu incorporei o nome Vinicius antes do D’Black pra trazer uma característica mais pessoal assim, pra equilibrar mais o nome e eu tenho gostado muito, eu tenho usado Vinicius D’Black.

OC: Você nasceu e foi criado em uma importante comunidade do Rio de Janeiro. Qual o maior aprendizado que leva da sua infância para a vida?

VDB: Eu cresci numa região que a gente chama de Jacarepaguá, lá engloba vários bairros do Rio De Janeiro, e bem no miolo ali você tem comunidades importantes como Cidade de Deus, Gardênia Azul onde eu morei e Rio das Pedras onde eu também morei um tempo e estudei meu segundo grau inteiro. Eu nasci na Taquara, que também é tudo muito perto, tudo muito colado e cresci na Freguesia onde os meus pais vivem. A relação do espaço com a minha infância né, da onde eu morei , foi uma infância incrível e eu levei muito a questão do sonhar muito, muito forte porque como eu era bem, tinha uma situação pobre né é assim era difícil pensar que um dia eu poderia ser um grande artista, reconhecido na mídia mas eu acreditei com tudo e tive oportunidades maravilhosas, me agarrei a todas elas, comecei a cantar com 10 anos no coral da escola né, que eu estudei foi num colégio particular até que meus pais tiveram oportunidade então de me colocar, eu estudei 2 anos lá e nesse tempo que eu tive de oportunidade de estudar num colégio particular, eu aprendi a cantar no coral e depois disso eu nunca mais parei, descobri minha vocação aos 10 anos. Então acreditar nos sonhos é muito importante quando a gente vive num meio hostil assim né, meio que as pessoas geralmente não acreditam que você vai chegar muito longe na vida assim, que você vai ser reconhecido. É isso que eu levo da minha infância assim, foi uma batalha mas fui muito feliz pelas oportunidades que eu tive.

OC: O seu interesse pela arte começou aos 10 anos, quando você começou a cantar no coral da escola! Sempre teve certeza do que você queria fazer para viver?

VDB: Aaah agora que eu vi a pergunta 3, haha, que eu já meio que respondi na pergunta 2 porque tem tudo a ver com infância. Sempre foi o que eu quis, depois dos 10 anos eu não titubeei mais, eu não tive mais duvida sabe? Eu terminei o segundo grau mais cedo né? Eu não fiz a segunda série do primário, eles me pularam de ano haha, eles fizeram uma prova e viram quem, eu não sei até hoje se é porque a escola não tinha vaga no segundo ano e era uma escola que tinha que abraçar aqueles alunos ali ou foi porque acharam que a turma estava muito avançada pro processo didático do segundo ano, mas eu não fiz o segundo ano do primário né, eu fui direto pro terceiro, ai terminei o segundo grau, não repeti terminei o segundo grau mais cedo, terminei com 16 pra 17 anos, era muito cedo ainda pra escolher mas eu já sabia, eu queria musica sempre quis e ai meus pais até falaram “ah vamos aprender uma profissão pra te segurar e tudo”, eu fiz um curso de cabeleireiro e auxiliar né mas larguei o curso no meio e não deu muito certo pra mim não! Rs. Meu negócio era arte e tudo quanto é coisa que eu podia me jogar, eu me jogava sempre ligado a arte, sempre gostei de cantar e sempre foi minha meta ser um artista cantor, graças a Deus, Deus abençoou e hoje eu consigo pagar as minhas contas e viver bem Graças a Deus através disso e ser reconhecido também porque é muito importante esse reconhecimento.

 

 

D'Black - Foto: Divulgação

Vinicius D’Black – Foto: Divulgação

“é aquele momento ali, aquele 1 minuto e meio e pronto, o resto é ralação, é ensaio, é criatividade”

OC: Você já participou de alguns reality shows como Popstars, The Voice Brasil, Power Couple Brasil e hoje é participante do Dancing Brasil. Quais as maiores diferenças você sentiu / sente entre os realities?

VDB: Realities na minha vida, rs! Nossa, eu comecei com realities com 18 anos, logo que eu fiz 18 anos eu fui pro Popstars, ali eu já senti o que era um reality né? O que era uma disputa ao vivo, e eu acabei saindo da disputa, lá nas finais eu vi muitas pessoas, eu vi quase 10000 pessoas disputando uma oportunidade e eu terminei entre os 20, eu terminei bem perto, eu passei mal no processo mesmo e tal mas nem sai por causa disso, realmente eu fui eliminado nesse dia e Deus sabe de todas as coisas, mas eu nunca desisti, eu tentei o Fama depois, dois anos depois, fui até aprovado pra pré seleção fiz os testes né lá com eles e tudo. Sempre com reality né? E eles voltaram mais tarde na minha vida através do The Voice, todos esses três primeiros realities de musica, então são áreas que é a minha casa, eu me sinto muito a vontade de fazer, de falar. Mas quando veio o Power Couple na minha vida, nossa o Power Couple mudou muita coisa na minha vida porque era um lado mais humano que eu acho que nenhum dos meus fãs conhecia, o pessoal já me conhecia de muitos anos né? Eu estourei minha musica com 23 e eu entrei com 33 no Power Couple. Então foram 10 anos depois que as pessoas me conheciam e tudo mas elas passaram a ver mais um ser humano, como eu era, como eu me comportava, como eu almoçava, escovava o dente (rs), como eu disputava as provas e me esforçava, como era meu relacionamento com a minha esposa. Isso tudo ficou muito claro no Power Couple, o Power Couple já foi um reality de confinamento que é totalmente avesso a arte, não ta ligado muito a um processo artístico mas mais a um processo humano né? De que todas as pessoas fazem aquelas coisas que estão ali né, qualquer um tem capacidade de fazer, esse é o grande barato e gera muita identificação. Ali me deu uma experiência boa, muito diferenciada, eu acabei participando do Canta Comigo que é do Gugu também, foi ano passado, é um programa muito legal também de canto, já numa posição inversa aquela que eu vinha fazendo, eu sempre participei de programas de reality de musica como participante, disputando e pela primeira vez eu fui jurado e foi muito legal ver o reality pelo outro lado, experiência muito rica e agora eu to no Dancing Brasil, a Record realmente abraçou não só a mim como a minha esposa, tem sido uma casa muito legal com a gente, então essa oportunidade surgiu mais uma vez na telinha da Record, eu to adorando e já é um reality que não é de confinamento, é um reality de arte, assim como eu to acostumado a vivenciar né, realities de você se jogar, estudar, ensaiar, já to indo ensaiar agora. Então isso já faz parte da minha vida, já é mais comum a mim. Tanto o Power Couple quanto A Fazenda também , porque apesar de eu não ter participado diretamente de A Fazenda, eu participei muito do lado de fora, eu fui a muitos programas de televisão dar entrevistas, falar sobre a minha esposa, a Nadja, e participei ativamente nas redes sociais, via o programa quase que 24 horas por dia pelo Play Plus então eu tive duas experiências muito fortes com reality de confinamento, uma dentro e outra logo na sequencia fora, deu pra aprender muito e eu sou um pouco diferente dessa pegada, eu me sinto muito mais a vontade, minha zona de conforto, na arte então eu to bem mais feliz assim com o Dancing apesar de toda a dificuldade de ter que dançar um monte de danças diferentes e tal, é que eu nunca tive a oportunidade de dançar antes mas ainda é arte né? É uma apresentação, é aquele momento ali, aquele 1 minuto e meio e pronto, o resto é ralação, é ensaio, é criatividade, e isso me faz melhor , é melhor do que essas convivências que são dificílimas né, você ta confinado é muito difícil, confinado é p****, terrível e é muito mais ligado a interação com os outros do que na verdade com arte.

OC: Falando em Dancing Brasil, qual a sua maior dificuldade no reality e qual a sua maior expectativa?

VDB: No Dancing Brasil, a minha maior dificuldade está sendo a postura do corpo, eu tenho uma postura muito mais relaxada, os ombros são caídos pra frente, eu sou todo encurtado aqui em algumas áreas, acho que por eu ficar tanto tempo sentado em estúdio, apesar de eu dançar, eu danço do meu jeito sabe? Não tenho essa prática meio que bailarino, aquela postura bonita, um alongamento de perna, eu não tenho nada disso. Eu me dou bem assim, no carão, na expressão porque ai já é uma coisa que eu consigo levar bem mas a parte física pra mim é muito difícil, eu tenho sofrido pra caramba com os alongamentos que são muito puxados, são mais ou menos alongamentos de uma hora, aquecimentos e alongamentos de uma hora, então é bem pesado e essa pra mim é a parte mais difícil, encontrar também a explosão dos movimentos, tem movimento que é mais durinho e eu sou um pouco mais soltinho, um pouco mais swingado, essa é minha dificuldade. E minha expectativa é realmente conseguir sobrepor isso, eu acho que até o final do programa eu vou estar com uma postura melhor, a minha expectativa no programa é justamente essa, estar com uma postura melhor, mais alongada, mais bonita de peito aberto que isso vai se somar também na minha vida, na minha carreira também, estar com uma postura mais empoderada vamos dizer assim, corpo mais alongado, mais saudável, mais vivo, essa é minha grande expectativa de sair dali com esse prêmio, haha , que isso já vai ser um prêmio e na consequência também expectativa de agradar com as criações, que eu tenho feito com a minha professora e agradar, as pessoas gostarem e elas tem gostado muito das apresentações, estamos na terceira e são só elogios, eu tenho ficado muito feliz, eu faço de coração para as pessoas e é como se eu estivesse preparando uma canção. Só que é dançando né?

OC: Você já atuou no filme “Maré, Nossa História de Amor”, em 2008. Como foi atuar para você que vive muito mais no universo musical?

VDB: Em relação ao filme Maré, eu dei muita sorte assim, o Maré eu fiz teste pra entrar como corpo de baile, como um elenco de apoio que dançasse né, e a minha dança não era a dança que pediam no filme. Eu era um patinho feio né, tipo assim hahaha no meio da galera, a galera dançava muito e eu tava ali me jogando como eu já falei em outras vezes. Só que a minha sorte foi que depois que fizeram o teste para os bailarinos, ainda ali com os bailarinos que estavam sendo testados, ela perguntou “Quem canta? Alguém aqui canta?”, a diretora, e eu falei “eu canto” “então canta ai pra gente ver!”, eu cantei ai aquela coisa, todo mundo poxa que incrível tal, que essa era minha arte, de fato, essa é a minha expertise ali, ainda mais no meio de bailarinos. A galera estava ali pra dançar e não pra cantar, e foi ali que eu me destaquei e ela me deu a oportunidade de ser o protagonista do filme, eu abracei isso com tudo, com força, fiz um filme maravilhoso, foi uma experiência linda e como era musical tava, muito voltado, muito perto do meu universo e ela me aproveitou justamente porque eu cantava porque eu era um artista que cantava, então pra mim foi vivenciar isso. No Dance Dance Dance, que foi uma novela que eu fiz também, na Band há uns 10 anos atrás, também era musical então tinha momentos que eu cantava, muitos momentos que eu dançava então pra mim a minha atuação sempre foi muito flertando com o mundo da arte, eu não tive ainda nenhuma oportunidade de atuar desconstruindo esse personagem D’Black, esse cara que canta, dança, que é solto e eu não precisei ainda, acho que eu teria uma dificuldade do caramba, ia ser bem difícil mas quem sabe eu não encaro uma dessa também? Eu to sempre aberto.

D'Black - Foto: Divulgação

Vinicius D’Black – Foto: Divulgação

OC: Suas músicas falam muito de amor e de romance. Quais as suas inspirações para compor?

VDB: Minhas musicas são românticas né? Basicamente sempre falando de amor, mesmo as mais dançantes e tudo, sempre to falando de relacionamento, de conquista, de amor de uma maneira geral. Eu me inspiro muito no R&B, no Soul, eu tenho uma base muito forte ali da Whitney Houston, da Mariah Carey, do Boost Man que é outro grupo muito importante na minha vida, do R&B da década de 90, anos 2000 e por ai vai, eu sempre gosto muito do Michael Jackson também, ele tem muito essa pegada de estar falando de relacionamento e tal, isso é uma característica muito forte da década de 90. Eu bebi muito nessa época, bebi dessa fonte musical. Seja no pagode, ouvindo Alexandre Pires, Bello, os caras que também me influenciaram bastante e eu de fato gosto da questão do amor assim, eu acredito nela sabe? De fato, eu acredito que as pessoas possam amar e possam se entregar as suas emoções e eu tento também expressar isso através da música.

OC: Uma das músicas que te fizeram ficar nacionalmente conhecido, foi a música “1 Minuto”, que você fez parceria com a Negra Li, como surgiu essa oportunidade e como foi essa experiência?

VDB: Aah, Negra Li foi minha madrinha musical ela foi a primeira artista – primeira cantora – que já tinha um renome a gravar uma música comigo. E o primeiro cantor foi o Jorge Aragão, de renome que gravou uma música comigo. Então eles foram meus padrinhos musicais e a Negra Li apareceu no momento que eu tinha feito uma música chamada “Um Minuto”, ela tinha um minuto mesmo, ela ia terminar com um minuto, ia ser uma coisa bem diferenciada até se você pegar do começo da música até o momento em que corta a ligação, só tem um minuto. Mas aí a gente pensando, eu e os compositores, “ah, tem que ter uma resposta, alguém tem que responder do outro lado” e ai pensamos na Negra Li que poxa, foi incrível, deu muito certo. E é conhecida até hoje né, aonde eu toco essa música, por onde eu passo as pessoas cantam, se emocionam, lembram de momentos, eu tenho esse privilégio de ter músicas que as pessoas relacionam à vida delas com muito carinho. Mesmo que o tempo passe, elas não desaparecem, eu vejo crianças as vezes de menos idade do que a música cantando a música, então ela está sendo passada de pai para filho também.

OC: A Nadja, sua esposa, foi expulsa de um reality o ano passado por agressão. E isso trouxe uma atenção e uma repercussão muito grande na época. Como vocês lidaram com a situação?

VDB: Ah, a situação da Fazenda foi muito difícil, porque basicamente o premio era dela né? Até aquele momento ali, as pessoas estavam esperando para eleger ela como ganhadora, ia depender muito mais do posicionamento interno da casa, de como iam ficar as coisas na casa porque pelo publico ela não saia mais. Então, foi muito triste aquele momento, em que aconteceu aquilo. Ele realmente provocou ela, instigou, ele viu aquela fraqueza emocional que dentro da regra do jogo era possível, mas dentro de uma regra de vida, de bons modos, de bons valores vamos dizer assim, não se faz né? Com ninguém. Aproveitar da raiva alheia, do desequilíbrio emocional que foi provocado por eles mesmos na verdade, pela própria pessoa que instigou ela, também foi ela própria a tirar ela do emocional antes, então ele basicamente junto com a parceira dele lá do programa criaram uma situação muito desagradável pra ela tanto no ao vivo, e depois se utilizaram daquela fraqueza que ela se colocou, aquele posicionamento que ela se colocou de arrependimento, na verdade não digo nem de arrependimento mas de confusão mesmo mental, de “que que aconteceu? E não sabia” e ai detonaram ela né. Fizeram justamente tudo pra que ela batesse nele, ele mesmo fez, perseguiu ela pela casa inteira e tudo. O Brasil inteiro acompanhou, foi muito difícil. Eu fiquei muito ao lado dela nesse momento e trabalhei muito pelas redes sociais pra que pudesse esclarecer pra todo mundo! Porque as vezes a pessoa não vê o programa mas nem precisou, que foi uma coisa tão forte ali a nível nacional que todo mundo entendeu e a gente ficou assim, bem mal durante um tempo, mas vida que segue, outras oportunidades apareceram e ela ta muito bem hoje como influenciadora digital e é isso, são as oportunidades da vida, é aprender com isso e bola pra frente. Outras oportunidades com certeza vem. Haha, eu já to na sei lá, quarta oportunidade ai de (terceira, quarta né?) ganhar um reality, vamos ver se dessa vez eu consigo levar, mas ta na mão de Deus né? A gente faz a nossa parte e vamos embora!

OC: Os seus últimos lançamentos têm uma visibilidade e repercussão muito boas. Era algo que você esperava?

VDB: Em relação aos meus lançamentos eu to muito focado agora na internet mas do que antes, eu nasci da internet lá em 2008 junto com o Youtube, minha música estourou através dele e durante esses anos eu venho trabalhando a internet de uma maneira muito positiva, tenho números muito bons graças a Deus. Uma comunidade que me acompanha, que curte as minhas coisas, que ouve minhas músicas, que vai aos shows, e isso tudo através da internet. Então isso é o trabalho que eu vou ter que continuar fazendo, eu acho que é o novo posicionamento do artista no mundo, não é só aqui, no mundo inteiro tem vários artistas que hoje fazem da sua casa um QG e dali soltam todo o material, gravam clipes e colocam no youtube, colocam nas redes sociais de uma maneira geral e é isso que eu to fazendo, eu to com conteúdo semanal de lançamentos, houve essa necessidade, eu entendo que o artista hoje precisa, ele é como se fosse um canal de televisão né? Ele precisa gerar conteúdo, ser ativo, não da pra gerar conteúdo esse ano e o outro ano que vem, não dá. Tem que ser um conteúdo ativo né. Se possível, semanal. Que eu acho que é o mais forte que pode ter. E um conteúdo mensal pelo menos de musicas novas assim, inéditas, coisa fresca. Nesse meio do caminho eu tenho feito isso, eu tenho lançado pelo menos um conteúdo musical novo, zero, entre um mês ou um mês e meio e tenho relançado coisas antigas de maneira diferente na internet. Agora eu to com um projeto chamado “Musica em 5 minutos” que eu faço uma musica em 5 minutos, tudo ao vivo, subiu dia 19/07 pra plataforma do youtube, então toda sexta feira eu tenho um conteúdo diferenciado. Agora eu tenho um lançamento também pra fazer que são covers, musicas cover em versão Samblack, que é o meu atual trabalho musicas internacionais com uma pegada meio assim de samba, de balanço, mas com imagens paradisíacas de praias, de lugares bonitos assim daqui do Rio de Janeiro, enfim, cada semana tem um projeto diferente, são 5 projetos ao todo, toda semana eles vão se revezando e quando termina eles recomeçam de novo. Toda sexta-feira às 20h é o que eu tenho feito e tem dado muito certo e ta aumentando a comunidade, quando um vê um vídeo já vê outro vídeo que não tinha visto antes e é isso, eu acho que essa continuidade, essa permanência, essa assiduidade é o caminho do novo artista do milênio, do momento.

Confira aqui, o primeiro vídeo do projeto “Música em 5 minutos”

OC: O nome da sua nova turnê, Samblack, vem de uma mistura do Samba com a Black Music. Como surgiu essa idéia?

VDB: A turnê Samblack surgiu no Japão, eu lancei lá. Geralmente eu vou ao Japão então essa coisa de ser internacional, do meu jeitinho desde sempre. A primeira vez que eu fui pro Japão foi em 2010 e Angola também em 2009 e fui várias vezes nesses países, então eu sempre tive um relacionamento muito bom não só com o Brasil mas com o externo também, então eu queria de alguma maneira levar uma musicalidade um pouco mais brasileira, porque a Black Music sempre foi uma coisa internacional, o Soul, o R&B, o Funk, o Jazz, todos esses estilos são muito internacionais e apesar de nascerem nos Estados Unidos, o mundo inteiro conhece. Então quando eu chegava num lugar e fazia meu repertório as pessoas não identificavam o Brasil, não identificavam “Aaah ele é brasileiro”, ficava sempre uma coisa “aah da onde ele é?”, inclusive eu estive na Russia o ano passado representando o Brasil no mundial de canto e eu levei a musica “Sem Ar” em inglês, só que essa musica em inglês é uma musica internacional, não é uma musica que tem uma carga que eu possa te dizer “aaah esse cara aqui em um q de Brasil”, não tinha né? Só a letra que era em português, então eu quis trazer essa brasilidade e eu acho que o samba é algo que melhor representa o nosso país a fora, pro mundo. Se você falar samba, as pessoas ligam direto ao Brasil e isso é notório né? Eu quis trazer isso pro trabalho e tenho tido uns resultados muito legais, tô muito feliz com o resultado e quero continuar essa saga de misturar o que eu já tenho -que eu já tenho uma bagagem de anos- fazendo com o samba, coisas que o Tim Maia fez, Sandra de Sá também já fez, que são do meu segmento, o Sergio Loroza que também trabalhou no monobloco e eles sempre misturaram samba ao trabalho do Soul, do R&B, a própria Black Rio que é uma banda famosa no mundo inteiro porque mistura o Samba, não só o samba mas o vertente brasileiro com o som internacional e é isso que eu quero fazer na minha vida pra frente.

OC: Você já tem novos projetos para depois do Dancing Brasil? O que você pode adiantar para a gente?

VDB: Então, são vários projetos que eu to lançando, todos digitais né. Através da minha gravadora de black music em parceria com a One RPM, a gente ta lançando toda sexta feira um tipo de vídeo diferente, um tipo de material, conteúdo diferente pros fãs, toda sexta feira às 20h, tem um conteúdo novo, diferente ligada a arte, a musica e ao meu estilo pras pessoas se entreterem, curtirem e aprenderem, enfim, tudo o que eu posso eu to colocando na internet hoje eu to focado muito nisso, já que eu tenho o meu lado de televisão muito bem graças a Deus, rs, graças a esses realities todos, meu QG real é a internet, então no fortalecimento da internet, no lançamento desses novos estilos, tem o musica em 5 minutos como eu tinha falado, que eu junto com mais dois, um produtor e um violonista e a gente faz uma musica em 5 minutos, tudo ali sem cortes né, eu tenho uma câmera sem cortes e tal pra mostrar que a gente ta fazendo ali, e a gente pega palavras aleatórias na internet, então a gente tem aquelas palavras ali pra poder criar naquele momento, é muito legal. Esse é um projeto que eu lancei ontem (19/07/19) no youtube. Tem o acústico autoral que também já foi lançado há 2 semanas que são musicas que eu já lancei, mas gravadas em uma forma acústica muito bonita, só voz e violão, daquele jeito que os fãs adoram, que eles gostam muito da voz então é sem nada, só uma voz e um violão e realmente o pessoal ta gostando muito, tem o cover Samblack que são versões de musica em samba, de musicas internacionais então tem Ed Sheeran, Bruno Mars, Adelle tudo em samba, tudo em um estilo meio bossa assim, uma coisa bem característica do Brasil. Eu quis trazer isso mesclando com a musica internacional então é mais um dos projetos, esses são 3 projetos que eu posso citar e tem outros que estão vindo ai, mas todos ligados ao meu canal no youtube, então o grande projeto para os próximos meses são lançamentos no youtube às 20h, toda sexta feira. Obrigado pela entrevista.

Continue Lendo

Destaque

Escola de Lucifer destaca 10 verdades na série do Netflix    

Published

on

Seja pago enquanto estuda na escoladelucifer.com.br

Quase todo mundo sabe que o nome Lucifer vem do Latim Lux Ferre, “O Portador da Luz”. Podemos também encontrar palavras como Satanás, sendo “O inimigo, o Acusador”.. mas poucos sabem que tal fato é em referência a acusação que faz à Israel e seu povo eleito de Deus quando este se corrompe e “luta com Deus”. É isto o que Israel significa “aquele que luta com Deus”. Por essa razão a tenda caída de Judá espantou as outras tribos leais a Deus, ficando só eles, os judeus, que mataram Jesus Cristo visando reinar em seu lugar.

 

 

 

 

O REI JESUS CRISTO

O Rei nasce coerente, pois transborda de sábios do Povo… Por isso representa Deus na Terra. Deus é a soma das experiências do Povo.

Assim, acusam o Filho de Deus de querer ser Deus, e o jogam para fora de seu mundo. Eis o Anjo Caído tendo que renascer do Inferno, e transformar ali em paraíso. Jesus Cristo diz na bíblia “Eu sou a Estrela da Manhã”, pois traz a Luz do Sol!

Jesus Cristo também deixa claro que voltaria como um “ladrão na noite”, e todos seriam pegos desprevenidos. Ou seja, não seria fácil reconhecer a volta, pois seria ao avesso! Não mais como Cordeiro, e sim Leão! Pois Cristo é LUCIFER!

 

O ALPHA E O ÔMEGA

Por isso qualquer falso judeu odeia Cristo e Lucifer. Pois são o mesmo! O Verbo Vivo, o Alpha e o Ômega. A Consciência se vendo de cima e de baixo, para dar nexo à Justiça!

Por isso Lucifer é o Violeta da Trindade, pois soma a onda longa Vermelha, emocional e abstrata com seu oposto: a onda veloz, Azul, lógica e racional. Quando o Violeta junta os opostos, plasma as 7 cores que fazem a Luz! Eis as sete camadas do átomo, os 7 tons da música, as 7 formas base de TUDO o que existe! Nenhum cientista, ateu ou religioso pode discordar disso.

 

 

Esse Conhecimento foi proibido, para que o povo não entenda a simetria de Deus, ainda que clara no Macrocosmo acima e no Microcosmo abaixo..

 

Sem Deus, duvidamos do amanhã, e aí, nos perdemos no hoje.. Pois ficamos sem razão para ter fé ou para crer na Justiça e nos sacrifícios da Verdade. Assim nos atacamos uns aos outros, pois esquecemos que somos parte de uma mesma sinfonia. As estrelas jamais erram seu caminho… A Eternidade é o equilíbrio justo que fica, todo o resto se vai…

Lucifer vem e PROVA que Deus existe! Que as 7 cores da luz estão alinhadas no Sol de cada manhã! Que a Justiça venceu! A simetria continua viva acima e abaixo! No sistema solar e no átomo!

 

Lucifer explica todas as incoerências da história, política, economia, religião e ciência. Quem odeia Lucifer por nos trazer esse Conhecimento?

 

 

O SISTEMA ODEIA LUCIFER

A ELITE! Que quer que sejamos ESCRAVOS! Aqueles que invejam a IGREJA DOS GENTIOS feita pelos POVOS DO MUNDO! Sendo o Corpo de Deus na união simétrica da natureza, ao invés do privilégio de apenas um único pequeno povo, que por se achar especial, traiu a Deus.

O Paraíso foi tomado pela Injustiça! Mataram o Rei! E Ele volta com sua dose de Justiça, mas também de perdão. Afinal, somos todos erros para que Deus seja o acerto onde nos encontramos. Se não aceitarmos que só o Sol, Deus, o Amanhã está acima de TODOS nós, então nos mataremos por Poder. Isso é o Cristianismo Verdadeiro.

Todos queremos o mesmo alívio da Coerência. A mesma Verdade nos chama… Somos uma mesma Consciência, e só juntos existimos.

 

Se você entender Lucifer, você vai amar a Deus e a existência! Aposto qualquer quantia, com quem quer que seja!

Os criadores da Série Lucifer possuem bastante Conhecimento. VEJA AQUI 10 fatos na Série que provam tudo isso

 

https://www.escoladelucifer.com.br/10-fatos-verdadeiros-na-serie-lucifer-do-netflix

Continue Lendo

Publicidade

⚡EM ALTA