Connect with us

Famosos

Regina Duarte declara que homofobia de Bolsonaro é “da boca pra fora”

Published

on

Jair Bolsonaro e Regina Duarte. (Foto: Reprodução/Instagram)

Jair Bolsonaro e Regina Duarte. (Foto: Reprodução/Instagram)

Após postar uma foto ao lado do presidenciável Jair Bolsonaro, a atriz Regina Duarte ganhou mais de 300 mil seguidores em quatro dias. Para a atriz, o candidato tem “uma alma democrática” e interpreta as declarações de Bolsonaro com um “humor brincalhão típico dos anos 1950, que faz brincadeiras homofóbicas, mas que são da boca pra fora, coisas de uma cultura envelhecida, ultrapassada”.

A atriz concedeu uma entrevista em seu apartamento ao Estadão. Confira:

Quando você se sentiu à vontade para falar de Bolsonaro?

Foi há uns dois ou três meses. Eu estava “no armário”, e meu filho mais novo começou a me contestar: já que sempre fui uma pessoa democrática, aberta, justa, como eu podia me fechar no conceito de que Bolsonaro é bruto, tosco, ignorante, violento. “Você já chegou perto dele?” Respondi: “Não preciso me aproximar, sinto que é o candidato da raiva, da impotência, do ódio, contra a corrupção e não quero votar no emissário da raiva”. Mas, quando conheci o Bolsonaro pessoalmente, encontrei um cara doce, um homem dos anos 1950, como meu pai, e que faz brincadeiras homofóbicas, mas é da boca pra fora, um jeito masculino que vem desde Monteiro Lobato, que chamava o brasileiro de preguiçoso e que dizia que lugar de negro é na cozinha. Eu tinha algumas opções de voto, como o (Geraldo) Alckmin e o (João) Amoêdo, mas, nesse momento, me caíram fichas inacreditáveis, como as omissões do PSDB. Foi tudo ficando muito feio. Quantos equívocos, quantos enganos! Foi quando notei o tamanho da adesão desse país ao Bolsonaro e pensei: eu sou esse país, eu sou a namoradinha desse país.

Bolsonaro passa a imagem de ser truculento quando o assunto é homossexualidade, feminismo, quando fala sobre índios e nega efeitos negativos da ditadura.

São imagens montadas, pois mostram a reação dele, mas não a de quem provocou a reação. É unilateral. Quando souberam que ele ia se candidatar, começaram a editar todas as gravações e também a provocá-lo para que reagisse a seu estilo, que é brincalhão, machão. Daí fica a imagem de um homem tosco, bruto. Acredito que 80% dessas reações eram brincadeiras dele: você manda uma porrada e ele devolve outra. O homem com quem conversei durante 65 minutos quer chegar lá democraticamente, seguindo todas as regras das nossas instituições. Ele não estudou filosofia, mas o importante é seu preparo para nos proteger da roubalheira descarada. Bolsonaro é fruto do País, é resultado dos erros monstruosos do PT e da falta de mea-culpa.

Você abriu uma porta para outros artistas ao defender abertamente o Bolsonaro?

Alguém me falou que eu estou fazendo muito artista sair do armário, o voto envergonhado. Hoje, se tivesse de dizer alguma coisa para a juventude, usaria minha experiência do depoimento de 2002, quando disse ter medo do Lula. Eu estava completamente alienada, pois o Lula já havia ganhado a eleição. Aí fui botar a cara na TV, feito uma tonta, para falar de um sentimento, de uma intuição tão particular. Não me arrependo, mas, se pudesse voltar no tempo, teria me informado melhor sobre o que estava acontecendo naquele momento. O País queria o Lula e fui dar a cara a tapa à toa.

Qual deveria ser o primeiro passo do novo governante?

Resolver a impunidade, que é inadmissível, pois não se acaba com a violência em um país de impunidade. Meu filho perguntou por que eu estava novamente me envolvendo com política. Respondi que era por ele, pelos filhos dele e por todos nós. Não quero angariar votos para o Bolsonaro, até porque ele não precisa. Mas porque quero ficar com a consciência em paz, ao gritar em nome dos sem voz, dos milhões de brasileiros humilhados por não poderem dar um berro de dor e indignação. É como assinar um cheque em branco. Mas prefiro um cheque em branco da esperança.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia também:
– Bruna Marquezine se pronuncia a respeito de amigo gay que apanhou por conta de política
– Zé de Abreu ironiza Luciano Huck a respeito das eleições
– Mãe de Biel fala sobre polêmicas do filho: “Se existe o certo ou errado, a Justiça é quem vai atribuir culpa”

Clique para comentar!

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

  Subscribe  
Notify of

Coluna

Maitê Proença é sondada para ser ministra de Bolsonaro; Relembre outros famosos que tiveram cargo na política

Published

on

Maytê Proença é sondada para ser ministra de Bolsonaro; Relembre outros famosos que tiveram cargo na política. (Foto: Reprodução)

Maytê Proença é sondada para ser ministra de Bolsonaro; Relembre outros famosos que tiveram cargo na política. (Foto: Reprodução)

O nome da atriz Maitê Proença foi sugerido ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para assumir o Ministério do Meio Ambiente. A proposta, segundo informações do jornalista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, teria partido de um grupo de ambientalistas, economistas e pesquisadores.

Mesmo sem ser filiada a um partida, Maitê conta com muita influência na área ambiental. Além disso, ela é ex-mulher de Paulo Marinho, empresário próximo ao presidente eleito.  No entanto, para seu ex-marido, que fez parte da campanha do militar, a cogitação da artista para a pasta é uma “loucura”.

De acordo com informações do jornal Extra, a ex-global demitida pela Globo confirmou a sondagem, revelou que um dos critérios para sua nomeação seria seu apartidarismo, além de seu engajamento com o tema. Porém, ela ressalta que nenhum convite oficial foi feito até o momento.

“A ideia é tirar o viés ideológico a que o setor ambiental ficou associado. Trazer um nome que possa abrir as portas que se fecham para os ecologistas. Um nome ligado às causas ambientais, mas que circule nos diversos meios de forma isenta. E que possa colocar a pasta acima de picuinhas políticas. Concordo com tudo. Mas o meu nome é apenas uma ideia”, afirmou a atriz.

Além de Maitê, outros famosos como Stephan Necerssian e Sérgio Mamberti conseguiram um grande cargo na política. Porém, a maioria dos artistas, acabaram se frustando nas eleições, na tentativa de entrar na carreira de deputado. É o caso do ex-BBB Marcos Harter, exs-Fazendas Léo Áquila, Renata Banhara e a campeã da edição 4 do reality rural, Joana Machado.

Leia também: Como Fernanda Montenegro se tornou a dama da dramaturgia no Brasil

Sonia Abrão reprova atitude de Silvio Santos e o coloca na geladeira: “Deve se desculpar com a Claudia Leitte”

Continue Lendo

Famosos

Bruno Miranda, o Borat do Amor & Sexo, aparece em foto completamente pelado nas rede sociais

Published

on

Bruno Miranda, o Borat do Amor & Sexo, aparece em foto completamente pelado nas rede sociais. (Foto: Reprodução)

Bruno Miranda, o Borat do Amor & Sexo, aparece em foto completamente pelado nas rede sociais. (Foto: Reprodução)

O modelo Bruno Miranda, que interpreta há anos o personagem Borat no programa Amor & Sexo, apresentado por Fernanda Lima, publicou nesta terça-feira, 13, uma foto completamente pelado em seu perfil nas suas redes sociais e causou alvoroço entre os seus seguidores.

Na foto, ele aparece marcando a Central Globo de Produções, antigo Projac, que hoje encontra-se os Estúdios Globo. Além disso, o Borat está segurando um copo de café na mão, cobrindo apenas a sua parte genital e oferece o liquído para os seus seguidores: “Servidos de um cafezinho?”, brincou ele na legenda.

Logo após, ele explicou a foto relacionando a imagem com o tema que será debatido pelo Amor & Sexo na noite desta terça-feira: nudes. O programa conta com apresentação de Fernanda Lima e tem na bancada de jurados Eduardo Sterblitch, José Loreto Mariana Santos, Dudu Bertholini e Regina Navarro Lins.

Nesta temporada, mais uma em que Bruno Miranda continuou no formato apesar de algumas mudanças, a parte musical também sofreu alterações. Ela ganhou o reforço de Mylena Jardim, ganhadora da quinta edição do The Voice Brasil, que entrou para a banda e divide os microfones com Régis Paulino. Já no roteiro, entra a blogueira e escritora Milly Lacombe.

Nos bastidores do programa, Borat já revelou que leva numa boa o assédio dos colegas de trabalho, principalmente de Loreto, Eduardo e Mariana Santos. “Na bancada, as brincadeiras sobre meu figurino aumentaram muito. Eu já me acostumei a ser visto como objeto sexual no programa. Acho normal, é apenas um personagem. Levo de boa, com descontração e confesso que gosto”, admitiu ele, que entra no palco usando trajes completamente provocativos e atiça a plateia.

Leia também: Juju Salimeni faz ensaio sensual só de lingerie e fio-dental

Continue Lendo

Coluna

Lista: Os maiores casos de assédio envolvendo famosos no Brasil e no mundo

Published

on

Lista: Os maiores casos de assédio envolvendo famosos no Brasil e no mundo. (Foto: Reprodução)

Lista: Os maiores casos de assédio envolvendo famosos no Brasil e no mundo. (Foto: Reprodução)

Neste final de semana, uma polêmica envolvendo Claudia Leitte e Silvio Santos durante a realização do 21º Teleton no SBT trouxe a tona uma polêmica antiga. Alguns artistas e internautas consideraram as falas eróticas do apresentador com a cantora como um “assédio” da parte dele e criticaram a postura de um dos maiores ícones que a televisão brasileira já conheceu.

Porém, essa polêmica não é de agora. Durante todos esses anos e, agora cada vez mais, diversos famosos do Brasil e do mundo vêm sendo acusados de assédios contra mulheres e tem um impacto enorme causado em sua carreira por conta do ocorrido. Relembre alguns casos de artistas mundiais que já tiveram seus nomes envolvidos em supostos casos de assédio.

John Travolta: o ator internacional teve o nome envolvido em um caso de assédio em 2012. Entretanto, em 2017, a história se repetiu. A estrela de filmes como “Olha Quem Está Falando” e “Pulp Fiction – Tempo de Violência” voltou a ser acusado do crime por um massagista, que contou que o caso aconteceu mais de uma década antes, em 2000, num hotel. De acordo com o rapaz, John o “agarrou pelas nádegas e mostrou os seus órgãos genitais durante a massagem”.

Sylvester Stallone: O astro foi acusado de estuprar uma fã de apenas 16 anos durante a produção do filme “Falcão – O campeão dos campeões” no ano de 1986. De acordo com uma reportagem publicada pelo Daily Mail, Stallone forçou a adolescente a fazer sexo com ele e com seu guarda-costas, Michael De Luca. Por sua vez, através de um porta-voz, o ator negou o caso.

Steaven Seagal: Um dos grandes nomes do cinema em frente e atrás das câmeras, Seagal foi acusado pela jornalista Lisa Guerreroe também pela atriz Portia de Rossi, esposa da apresentadora norte-americana Ellen Degeneres. As duas relataram situações parecidas, que aconteceram durante um teste de elenco. “Ele me disse o quão importante era ter química fora da tela, enquanto se sentava em cima de mim e desabotoava a calça de couro”, contou Rossi.

Ed Westwick: O ator que viveu Chuck em “Gossip Girl” foi acusado por cerca de três mulheres de abuso sexual. A atriz Kristina Cohenfoi a primeira a acusá-lo de ter forçado uma relação com ela durante uma noite na casa do astro, em 2014. Ele negou, dizendo que não a conhecia e que “jamais tinha cometido estupro”. Depois, a atrizAurélie Wynn também contou uma história parecida. E, em seguida, Rachel Eck, que era assistente de produção executiva, também o acusou.

José Mayer: Em março de 2017, a figurinista da Globo Susllem Meneguzzi acusou o ator José Mayer de assédio sexual em uma carta aberta ao jornal Folha de São Paulo. Ela contou que Mayer começou com um elogio, depois começou a falar coisas que a deixavam constrangida frequentemente e até colocou a mão na sua genitália. Até então, o brasileiro segue afastado das telinhas e se desculpou através de um longo texto nas redes sociais.

Leia também: Como Maisa Silva tornou-se uma unanimidade

 

Continue Lendo

Enquete

Advertisement

Siga-nos no Twitter

Advertisement

Curta-nos no Facebook!

Advertisement

Copyright © 2018 O Canal - Onde a TV vira notícia!