Connect with us

Noticia

Novelas ou séries: A disputa dos dois formatos para atrair o público

Published

on

Game of Thrones, a mais popular série de TV da atualidade (Foto: Reprodução/HBO)

A dúvida que tem corroído boa parte do público de dramaturgia no Brasil é uma só: novelas ou séries? Quem deve ocupar o principal lugar no coração dos brasileiros nos próximos anos?

Não é preciso nenhum tipo de estudo ou pesquisa para comprovar, por A + B, que as novelas fazem parte do imaginário popular há muito tempo e de uma forma solidificada. Os números de audiência, as rodas de conversa, a forma de se fazer assunto, as ruas vazias em dias de capítulo final.

São vários os sinais de que, desde meados da década de 60, a telenovela é praticamente uma religião brasileira. Com o advento da internet, contudo, o formato ganhou um “rival de peso”: As chamadas séries de tv, gênero popularmente norte-americano, mas que vem ganhando cada vez mais adeptos ao redor do mundo.

O que ninguém consegue definir ainda é: novelas ou séries? Qual ocupará o maior espaço no imaginário do público brasileiro nos próximos anos? Essa é uma pergunta que vem sendo feita por especialistas, profissionais da área e também por críticas.

Novelas ou séries

México, Inglaterra, Dinamarca, Alemanha e até mesmo o Brasill… São vários os paíse que começaram a investir cada vez mais no formato enquanto gênero de entretenimento e isso não parece um fenômeno isolado e com tempo de vida determinado, pelo contrário.

É cada vez maior o interesse da população em geral por seriados de TV e a popularização dos serviços de streaming vem para corroborar isso. O mundo tem investido cada vez mais em séries. A dúvida é: Isso representa o fim da telenovela?

É preciso ter calma neste momento. Primeiro, é importante lembrar que a telenovela é uma evolução das radionovelas do meio do século passado e é um segmento que resiste hoje como forma mais popular de entretenimento apenas em países subdesenvolvidos.

Vivemos em um mundo com uma população cada vez mais jovem e, para essa nova geração, as séries se mostram como algo bem mais interesante do que as novelas e é isso que faz com que os streamings desenvolvam mais tal gênero.

Mas a questão vai mais além. A telenovela ainda tem uma vantagem que as séries de TV não conseguiram alcançar: A capacidade de dialogar com todos. Ela está na casa do brasileiro diariamente, aqueles personagens são o retrato de um povo e as situações que eles passam são as mesmas que seu público geralmente passa, ao passo que as série de TV, em sua maioria, representam um mundo de faz-de-conta, um escapismo da realidade que nada (ou pouco) tem a ver com aqueles que as consomem.

Autores tarimbados como Aguinaldo Silva e Glória Perez já afirmaram, mais de uma vez, que a telenovela não vai acabar. Ela pode se adaptar ao novo, adequar seu formato e suas temáticas, mas continuará sendo um gênero forte. O que não quer dizer, contudo, que não há espaço para o desenvolvimento cada vez maior das séries. Há. A própria Rede Globo tem trabalhado cada vez mais no formato.

De uma forma ou de outra, as séries são um sinal de que o mundo está mudando. Mas, mesmo assim, ainda há espaço para as velhas tradições. Novelas ou séries, de maneira geral, continuam ocupando espaço importante no imaginário do público, mesmo assim, é preciso observar.

E você? Prefere novelas ou séries em seu dia a dia?

Leia Também:

Danilo Gentili e a discussão do limite do humor

Aguinaldo Silva e Lilia Cabral: Parceria que deu certo

O que pensam os torcedores sobre os estaduais fora da Globo

Clique para comentar!

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

  Subscribe  
Notify of

Coluna

Confira alguns casais que contracenaram juntos em novelas mesmo depois de separados

Published

on

Letícia Spiller e Marcelo Novais. (Foto: Reprodução)

Letícia Spiller e Marcelo Novais. (Foto: Reprodução)

No mundo das novelas, a escalação de atores é incerto e, ocorre o fato de artistas que foram casais em algum momento da vida, passarem a trabalhar juntos. Relembre abaixo alguns casais que, após o término, voltaram a contracenar na mesma novela:

Na novela Sol Nascente, no ano de 2016, o ex-casal Letícia Spiller e Marcelo Novais contracenaram juntos e, diferentemente do que muitos pensam, o clima foi de total harmonia entre os dois. Pedro Novaes, filho do casal, de 19 anos na ocasião, interpretou Vittorio, personagem de Marcello Novaes mais novo do folhetim das seis.

Vera Fischer e Felipe Camargo. (Foto: Reprodução)

Vera Fischer e Felipe Camargo. (Foto: Reprodução)

Depois de 24 anos, Vera Fischer e Felipe Camargo voltaram a trabalhar juntos na mesma novela desde Pátria Minha, da Rede Globo. Os dois atores que já estiveram em um relacionamento há alguns anos estão no elenco de Espelho da Vida, atual trama das 18h na emissora dos Marinhos, que estreou dia 25 de setembro no lugar de Orgulho e Paixão.

Mario Frias e Nivea Stelmann retornam à Globo para participação na novela Verão 90 . (Foto: Reprodução)

Mario Frias e Nivea Stelmann retornam à Globo para participação na novela Verão 90 . (Foto: Reprodução)

Separados há cerca de 13 anos, os atores Mario Frias e Nivea Stelmann formarão par romântico em Verão 90, novela que substituirá O Tempo Não Para na faixa das 19h, na Globo, no início do próximo ano. Apesar de não estarem mais juntos, eles continuaram amigos durante todo o tempo que se passou. Em entrevista ao site Notícias da TV, o ex-casal comentaram a situação.

“Nós nos conhecemos nos bastidores da Globo, mas nunca atuamos juntos, nem mesmo no tempo em que estávamos casados”, disse Frias ao portal do jornalista Daniel Castro. “Trabalhar com amigos é muito bom. E temos um elo eterno, que é o Miguel, nosso filho. Ele ficou muito feliz ao saber que o pai e a mãe dele vão atuar juntos”, completou Nivea.

Leia também: Canal da TV Fechada prepara megaprodução sobre a trajetória de Silvio Santos

Continue Lendo

Coluna

Tal mãe, tal filha: Celebridades que traçaram o mesmo caminho que as mães profissionalmente

Published

on

Xuxa Meneghel e Sasha Meneghel: Celebridades que traçaram o mesmo caminho que as mães profissionalmente. (Foto: Reprodução)

Xuxa Meneghel e Sasha Meneghel: Celebridades que traçaram o mesmo caminho que as mães profissionalmente. (Foto: Reprodução)

Na televisão e fora delas, algumas filhas costumam seguir o passo de suas mães profissionalmente e traçar caminhos tão brilhantes como a da mesma. Na frente das câmeras, alguns famosos seguem os passos dos pais e se tornam artista. Veja quem herdou os dons de seus familiares e brilha na música, teatro, cinema, passarela e TV.

A filha de uma das apresentadoras mais conhecidas do Brasil, Sasha Meneghel, seguiu a carreira artística dos pais e se dedica ao mundo da moda, apesar de sempre ter mostrado ser tímida. Ela estuda o assunto em Nova York e também já participou de algumas produções infantis ao lado da mãe, que também já caminhou pelas passarelas durante a sua história.

Fernanda Montenegro e Fernanda Torres. (Foto: Reprodução)

Fernanda Montenegro e Fernanda Torres. (Foto: Reprodução)

Uma das atrizes mais respeitadas do Brasil, a global Fernanda Montenegro, aos 89 anos, terá o seu legado continuado pelos filhos. Fernanda Torres seguiu os passos da mãe e do pai e é uma atriz de renome, da comédia, drama ou qualquer outro gênero. Seu outro filho, Cláudio Torres é diretor de cinema, continuando a carreira artística da família

Cleo Pires e Glória Pires. (Foto: Reprodução)

Cleo Pires e Glória Pires. (Foto: Reprodução)

Filha de Glória com o cantor Fábio Júnior, Cléo é atriz, cantora e modelo. Estrelou diversas novelas, filmes e produções independentes, além de ser uma figura proeminente na mídia. Atualmente ela está no ar como uma vilã na novela O Tempo Não Para, trama das sete, da Rede Globo.

Regina Duarte e Gabriela Duarte. (Foto: Reprodução)

Regina Duarte e Gabriela Duarte. (Foto: Reprodução)

Uma das atrizes mais queridas do Brasil do Brasil, Regina Duarte é mãe de Gabriela, que teve a carreira da mãe como inspiração e seguiu na atuação. Ela contracenou com Regina em Por Amor (1997) e na minissérie Chiquinha Gonzaga (1999). Atualmente, a sua filha segue a mesma carreira que ela e atua também nas novelas da Rede Globo.

Além das citadas, temos exemplos de Luíza e Yasmin Brunet que, na mesma trajetória da mãe, Yasmin é uma modelo de renome internacional e também trabalha como atriz; Elis Regina e Maria Rita que seguiu os mesmos passos da mãe, tornando-se, ela própria, uma cantora de grande importância no país. Maria Rita já regravou algumas canções da saudosa Elis. E, por fim, Monique Evans e Bárbara Evans onde a loira começou a carreira nas passarelas, assim como Monique, e também é atriz, participando da minissérie Dois Irmãos, da Rede Globo. Atualmente, ela continua na carreira de modelo e estuda teatro e as duas participaram também do reality show A Fazenda, da Record TV.

Leia também: Canal da TV Fechada prepara megaprodução sobre a trajetória de Silvio Santos

Continue Lendo

Coluna

Jurados bonzinhos não encantam o público em todo o mundo

Published

on

Fernanda Chamma, Jaime Arôxa e Paulo Goulart Filho são os jurados do Dancing Brasil. (Foto: Blad Meneghel)

Fernanda Chamma, Jaime Arôxa e Paulo Goulart Filho são os jurados do Dancing Brasil. (Foto: Blad Meneghel)

Históricamente, diversos reality shows e programas de calouros em todo o mundo, tem como destaque a atuação de seus jurados, muitas vezes, até, sobressaindo o desempenho dos participantes presentes. Porém, engana-se quem pensa que para fazer parte do júri, precisa ser bonzinho e delicado para agradar o público que assiste.

Jurados bons demais quase nunca caem na graça do público porque não promovem a tensão necessária para quem assiste ao espetáculo. No Dancing Brasil, um dos poucos do gênero no ar atualmente, a bancada é composta por três especialistas em dança no país Fernanda Chamma, Jaime Arôxa e Paulo Goulart Filho. Se o requisito para ocuparem o cargo foi o capricho, eles tiraram nota dez.

O reality show de Xuxa Meneghel se destaca justamente por conta da rigidez imposta pelos jurados, muito diferente da bancada avaliadora da Dança dos Famosos, da Rede Globo, composta em sua maioria por artistas da casa que não querem “se queimar” com o colega de trabalho que está se apresentando no momento. Na Record, o júri exige um bom desempenho a cada semana, avalia erros e, sem coleguismo, dá notas que o dançante realmente estaria merecendo no momento.

A atitude de jurados “vilões” acabou conquistando o público de casa, enquanto outros não gostam nem um pouco da perfomance deles. Caso recente é a sequência de notas baixas dada para a atriz Camila Rodrigues, nos últimos programas. A estrela da Record TV já não esconde mais o inconformismo no ar e, na internet, os fãs do reality show acabaram apontando uma espécie de “perseguição por parte das figuras.

Alguns especialistas dos mais diversos programas de calouros do Brasil já falaram, inclusive, que o esquema trata-se de uma espécie de folhetim em que se faz necessário o vilão e o anti-herói dentro do mundo dos jurados. Quem não se lembra de figuras como essas nos shows do Chacrinha e Silvio Santos? Os saudosos Edson Santana, Aracy de Almeida e Pedro de Lara são três dos considerados os mais ranzinzas das décadas de 1970 e 80.

Na bancada de Silvio Santos, por exemplo, cada um dos jurados encarnava um tipo de personagem. Aracy era a mais carrancuda, Pedro de Lara era o conservador e Flor bancava a menininha. Mara Maravilha, que frequentou a bancada e depois ganhou um programa infantil na emissora, só dava respostas erradas às perguntas de conhecimentos gerais. Já Luiz Ricardo, engraçado apenas como o Bozo, era um jurado certinho e encantava a mulherada. Era de Sérgio Mallandro, no entanto, o papel de protagonista.

Leia também: Escritor há meio século, Aguinaldo Silva prova que o sucesso da arte é o poder de se reinventar

Continue Lendo

Enquete

Advertisement

Siga-nos no Twitter

Advertisement

Curta-nos no Facebook!

Advertisement

Copyright © 2018 O Canal - Onde a TV vira notícia!