Connect with us

Netflix

Conheça idosos que também mergulharam no Universo da Netflix

Published

on

Netflix chegou para mudar a forma de se consumir TV (Foto: Divulgação)

É comum encontrar, de uns 4 anos pra cá, pessoas bradando aos quatro ventos que a Netflix as “estragou”. Tal afirmação é feita com base na nova forma de se consumir televisão, que ensaiava acontecer a passos lentos, mas acabou catapultada pela ascensão do serviço do streaming em terras tupiniquins. A popularização da Netflix criou uma legião de “preguiçosos”, uma geração mais jovem que não espera mais o episódio de sua série semanalmente ou que procura algo novo para maratonar nas ainda resistentes locadoras físicas. A regra agora é clara: Não tem na Netflix, perde a vez.

O fenômeno, contudo, não atinge apenas a geração mais jovem. O grande feito da Netflix, talvez, esteja justamente em popularizar o acesso a tal conteúdo a uma parcela da população que, até então, não o tinha – ou tinha em menor escala.  Diferente do que acontecia no começo, agora uma população idosa também consome o conteúdo apresentado pelo serviço de streaming como uma forma de entretenimento.

Na casa de Joana, 67, interior de Pernambuco, ela é quem mais desfruta do mesmo. “Eu comecei pagando a mensalidade porque meu neto, que mora comigo, pediu. Mas ele quase não pára em casa ou tem tempo por causa da escola, então eu acabei usando também. Assisto uma temporada e já começo procurando outra. Minha filha mais velha, mãe dele, a mesma coisa. A gente brinca que tá mais atualizada do que ele.”

É fácil entender o fenômeno quando analisamos o formato do serviço de streaming aliado ao avanço tecnológico dos últimos anos. Com a popularização das chamadas Smart TV e dos smartphones (além do serviço de streaming oferecer – para alguns títulos – a opção de assistir offline), é muito cômodo chegar em casa do dia exaustivo de trabalho, sentar no sofá, pegar o controle e assistir 3 ou 4 episódios seguidos de uma série que está a seu alcance apenas com um click.

O futuro, de fato, chegou e resta às emissoras de TV aberta e fechada lutar contra isso da forma que mais acharem adequada.

Clique para comentar!

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

  Subscribe  
Notify of

Cinema

Como o streaming mudou o jeito de assistir TV no Brasil

Published

on

Os streamings vieram para matar a TV? (Foto; Reprodução/Netflix)

Em meio a um mundo agitado e marcado cada vez mais pela agilidade e pela falta de tempo, os serviços de streaming emergiram. Apresentando-se como opção às formas de consumo de conteúdo convencionais, não demorou muito para se popularizarem e ganharem não apenas adeptos, como defensores fervorosos. Netflix, Globoplay, Amazon… Até grandes estúdios, como a Disney, viram o potencial que existia ali e começaram a investir na criação de um serviço.

É bem fácil entender o fenômeno: O espectador pode, finalmente, fazer seu próprio horário. Não precisa mais redefinir seu cronograma porque o filme que quer assistir será exibido apenas naquele momento, nem remarcar um compromisso para não perder o novo episódio de sua série favorita – em alguns casos, nem esperar quase uma semana para saber como se dará a continuação do mesmo. Se antes, mesmo com o controle às mãos, a sensação que se passava era a de amarras invisíveis nos segurando a programação, agora é o inverso.

Cada um é dono de si, do seu tempo e consegue otimizá-lo da melhor forma possível para adequá-lo ao consumo de produtos audiovisuais, A grande discussão a se levantar é: Qual é o futuro da TV aberta e da TV fechada? É possível que, em um futuro não tão distante assim, estas emissoras adotem o modelo do streaming ao não produzir conteúdos com horário fixo? Salvam-se, aqui, os programas noticiosos, esportivos ou reality shows, que tem sua base fixada no que acontece ao vivo e que não podem sofrer tal rotatividade.

Já no que tange a produção de novelas e outros conteúdo de entretenimento, a ausência do imediatismo aponta para esse caminho. Não existe nada que segure esse tipo de programa a um horário pré definido (inclusive é cada vez mais visível que muita gente está deixando de ver a novela ao vivo para assistir ao capítulo na Globoplay, no caso da Rede Globo) e testar um novo formato é algo compreensível.

O problema é que tal mudança esbarraria justamente na tradição que o brasileiro já possui com a telenovela. Produto intríseco à nossa história, é complicado – talvez impossível – imaginar o telespectador médio deixando de sentar-se ao sofá no final da noite, ligando a TV em uma novela, para deixar acumular para ver depois por outros meios.

É uma guerra fria, entre o novo e o velho, que está longe de acabar – e de ter vencedor definido.

Continue Lendo

Cinema

Os 5 melhores filmes brasileiros na Netflix

Published

on

Filmes brasileiros fazem sucesso na Netflix. (Foto; Reprodução/Netflix)

Fim de semana batendo na porta e a Netflix é sempre uma boa opção para quem procura um entretenimento de fácil acesso, sem precisar sair do conforto do sofá. Separamos, hoje, 5 filmes brasileiros que estão disponíveis no catálogo do serviço, pra você que gosta de valorizar o que é produzido aqui em terras tupiniquins:

1) Cidade de Deus

(Foto: Divulgação)

Junto com Central do Brasil, o mais clássico filme brasileiro no que diz respeito a recepção internacional. A história de Buscapé e Zé Pequeno nas favelas de um Rio de Janeiro dos anos 70 é a história de um povo marcado pela luta diária pela sobrevivência, de um estado marcado pela violência e de um Brasil plural e que, em muito, falha em cuidar de seus próprios filhos. É o filme brasileiro mais indicado ao Oscar (4 indicações: roteiro, edição, direção e fotografia).

2) Faroeste Caboclo

(Foto: Divulgação)

A história de João de Santo Cristo e Maria Lúcia era icônica demais para ficar restrita apenas as palavras de Renato Russo. Faroeste Caboclo, protagonizado por Fabrício Boliveira e Isis Valverde, é uma retratação fiel de uma das mais clássicas canções do Legião Urbana e um filme que diverte, envolve e funciona muito bem como um complemento para os fãs do cantor e da canção.

3) Ponte Aérea

Filmes brasileiros fazem sucesso no streaming(Foto: Divulgação)

Leticia Colin e Caio Blat são os protagonistas desse romance que é obrigatório para qualquer fã do gênero. Os globais intepretam Bruno e Amanda, que após uma mudança em um trajeto de vôo, se conhecem em um hotel. Um mora no Rio, o outro em São Paulo. A partir daí, a distância e as interpéries da vida serão a prova de fogo que eles terão que passar diariamente para provar que querem mesmo ficar juntos.

4) SOS Mulheres ao Mar

(Foto: Divulgação)

O representante do gênero de comédia nessa lista é também um dos mais divertidos do mesmo. Giovanna Antonelli interpreta a divertida Adriana, que ao invés de tentar lidar da forma mais normal possível com a separação, embarca no mesmo cruzeiro que seu ex marido está fazendo, com a atual namorada. É um filme leve, divertido e que não tem outro objetivo além de arrancar risadas de quem o assiste, com um roteiro simples e comum.

5) Tropa de Elite

(Foto: Divulgação)

É impossível fechar essa lista sem citar um dos mais clássicos exemplares do nosso cinema recente. Wagner Moura e seu Capitão Nascimento já estão imortalizados no imaginário brasileiro e Tropa de Elite, de José Padilha, é um excelente filme sobre a violência urbana do Rio de Janeiro, o BOPE e a própria Polícia Militar do Estado.

Leia Também:

– 5 séries da Amazon Prime que valem a maratona

– Análise: Segundo Sol sai de cena com tentativa de inovar no tradicional

– Criticada, The Voice Brasil deve sofrer mudanças na Globo

Continue Lendo

Netflix

5 séries sombrias para assistir na Netflix

Published

on

Dark, série original alemã (Foto: Divulgação)

Já contamos pra você quais as melhores opções disponíveis na Netflix, se seu objetivo for uma série que te arranque risadas. Mas nem só de diversão vive o homem e existem aqueles momentos em que nossa mente prefere assistir séries sombrias, que nos deixem intrigados e envolvidos na história.

Trazemos, agora, 5 séries com o Selo Original Netflix para os amantes de uma história mais “dark”:

1) As Aventuras de Sabrina

(Foto: Divulgação)

Foi com um pouco de choque que o público recebeu a nova versão da história da bruxa adolescente Sabrina. Tire da cabeça o tom de comédia que a série original empregou por X temporadas. A produção da Netflix possui um tom mais sombrio, pesado, tocando em temas polêmicos como satanismo e magia negra sem medo. Uma ótima e bem vinda surpresa, que fez desta uma das melhores estreias do ano.

2) Dark

(Foto: Divulgação)

O nome da primeira série original netflix alemã faz total juz ao tom de sua história. Dark é aquela série cinza, chuvosa e melancólica, que envolve uma trama de mistério, viagens no tempo e 3 linhas temporais diferentes. Apesar de tudo, não é uma série complexa de se entender graças ao didatismo do roteiro e cumpre bem seu papel de entreter e te envolver naquele clima pesado e sombrio.

3) Mindhunter

(Foto: Divulgação)

Uma produção de David Fincher que não seja sombria seria um erro da natureza e Mindhunter não foge à regra. A história do surgimento da divisão do FBI que investigava serial killers em uma época (anos 60) em que o termo ainda não tinha sido inventado foi uma das melhores produções originais Netflix dos últimos tempos e traz um roteiro primoroso, aliado a uma ambientação quase claustrofóbica e cinzenta.

4) The Killing

(Foto: Reprodução)

Uma das primeiras a ser salva pela Netflix assim que o streaming começou a investir na produção de séries originais, The Killing era originalmente da AMC. A série conta a história de Sarah Lund e Stephen Holder, dois policiais que acabam envolvidos em uma trama de assassinato e mistério em uma pequena cidade onde quase nunca faz sol e o clima é sempre nublado e melancólico.

5) The Rain

(Foto: Divulgação)

Assim como Dark, The Rain também é pioneira. É a primeira série original netflix dinamarquesa e se passa em um universo pós apocalíptico, seis anos depois de um vírus ter dizimado uma boa parte da população escandinava. A série conta a história de dois irmãos e um grupo de jovem tentando sobreviver nesse cenário de caos e buscando entender as causa do acontecimento e como podem contribuir para a não extinção da humanidade.

Leia Também:

– Como Silvio de Abreu redesenhou as telenovelas da Globo

– Globo abre estudos para cancelar exibição de novelas aos sábados

Revelada possível duração de Vingadores 4

Continue Lendo

Enquete

Advertisement

Siga-nos no Twitter

Advertisement

Curta-nos no Facebook!

Advertisement

Copyright © 2018 O Canal - Onde a TV vira notícia!