Fique ligado!

Famosos

Aos 73 anos, morre o radialista Paulo Barboza

Infarto fulminante foi o motivo do falecimento.

Publicado

em

Paulo Barboza durante participação no "Troféu Imprensa" (Foto: Reprodução)

Faleceu na madrugada desta segunda-feira, 16 de abril, em São Paulo, aos 73 anos, o radialista jornalista e publicitário Paulo Roberto Machado Barboza. O motivo da morte, no entanto, teria sido por causa de um infarto fulminante que o mesmo sofreu por volta das 00h30 em sua casa, de acordo com o colunista Ricardo Feltrin, do UOL.

Conhecido também por ter atuado como jurado do “Troféu Imprensa”, entre os anos de 2007 a 2013, Paulo estava atualmente trabalhando na SuperRádio 1150 AM de São Paulo, onde apresentava um programa diário, de segunda a sexta-feira, desde o início do ano passado.

Trajetória

Paulo Barboza nasceu em 1945 na cidade do Rio de Janeiro, onde começou a dar os primeiros passos no rádio. Seu primeiro emprego foi na rádio Petrópolis. Depois disso, ele então migrou para São Paulo onde trabalhou nas rádios Record, Globo, América, Tupi e Capital.

Com aproximadamente 59 anos de carreira profissional, o radialista nunca parou de desempenhar suas atividades ao longo de todo esse tempo, e foi por isso que ele veio a se tornar um dos principais nomes do rádio brasileiro, sendo o pioneiro a exercer debates sobre política e cotidiano.

Velório

O velório de Paulo Barboza acontecerá nesta segunda-feira (16), a partir das 09h da manhã, se estendendo até às 17h. A cerimônia será aberta ao público, conforme informaram os filhos do jornalista, Paulo Barboza Filho e Alexandra Barboza Leider. Local: Cemitério Horto da Paz (rua Horto da Paz, 191, e Itapecerica da Serra). Por sua vez, Paulo foi casado durante 48 anos com Eliane Barboza, falecida em 2015.

Publicidade
Comente

Deixar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Siga oCanal

TÁ EM ALTA!