Connect with us

Noticia

Dispensado da Globo, ator engata duas séries no mesmo ano

Published

on

Daniel Rocha estará em 2 séries com estreia para 2019. Ele estará em Spectros da Netflix e Os Irmãos Freitas do Space (Foto: Reprodução)

Daniel Rocha estará em 2 séries com estreia para 2019. Ele estará em Spectros da Netflix e Os Irmãos Freitas do Space (Foto: Reprodução)

Fora das novelas desde o fim de A Lei do Amor, mas sem contrato com a Globo oficialmente desde o começo do ano, Daniel Rocha não terá férias ano que vem. Mas engana-se quem pensa que o ator, que já foi considerado uma promessa, está de volta à antiga casa. Rocha é mais um dos muitos que começam a investir no mercado de seriados e, no seu caso, o começo será em dose dupla: Daniel está escalado para duas produções que devem estrear ano que vem. Uma, na Netflix, a segunda no Space

— Por que os atores estão escolhendo séries ao invés de novelas —

A primeira é Os Irmãos Freitas, produção original do Space, que já está a todo vapor e que contará a história de Acelino Freitas, o famoso lutador Popó, desde o início de sua carreira nos ringues até o momento em que venceu seu primeiro título, em 1999. Com oito episódios em sua primeira temporada, dirigida por Sérgio Machado e Aly Muritiba, a série traz Daniel no papel do protagonista, em uma, nas palavras do diretor, “tragédia grega com pano de fundo de boxe”.

Como preparação para as gravações da primeira temporada, o ator chegou a perder nove quilos em um mês.

A outra produção que trará Daniel em um papel de destaque é Spectros, nova série original Netflix, um thriller sobrenatural ambientado no bairro da Liberdade. Na produção, caberá a Daniel interpretar um policial envolvido na investigação dos misteriosos acontecimentos que começam a ser comuns no bairro, direcionados a volta de pessoas mortas e a 5 adolescentes que se envolverão na trama.

— A aposta da Globo para temas atuais em suas séries  —

A série tem Danilo Mesquista no elenco e conta com Douglas Petrie (Demolidor, Buffy) como roteirista. É uma produção em conjunto com a Moonshot Pictures.

Daniel é mais um dos atores que começam a trocar as novelas pelas séries, mostrando que o formato tende a crescer cada vez mais no Brasil, sendo produzidos por diversos canais de TV, sejam eles TV aberta ou TV fechada. No fim das contas, quem ganha é o telespectador, que terá cada vez mais opções de entretenimento.

— Lista: 5 séries que vão dar um nó no seu cérebro —

Ciumenta? Em conversa ao O Canal, Giovanna Ewbank revela se sente ciúmes de Bruno Gagliasso em cenas românticas. Assista:

Clique para comentar!

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

  Subscribe  
Notify of

Canal Nostalgia

Canal Nostalgia: marcos da TV no dia 14 de dezembro

Published

on

Canal Nostalgia: Confira os acontecimentos na TV em 14 de dezembro. Chico Total, Pingo de Gente e A História de Ester estão na lista; Confira.

Canal Nostalgia: Confira os acontecimentos na TV em 14 de dezembro. Chico Total, Pingo de Gente e A História de Ester estão na lista; Confira. (Foto: Reprodução)

A TV é historicamente o maior veículo que proporciona informação e entretenimento depois da internet. Por muitos anos, foi a principal fonte de informação do mundo inteiro e, no Brasil, tem uma preferência peculiar pelas novelas e séries. Aqui, no Canal Nostalgia, você pode conferir alguns eventos que marcaram o dia 14 de dezembro como destaque no mundo da televisão brasileira. No Canal Nostalgia de hoje, temos:

1971: Último capítulo de Os Deuses Estão Mortos (Record)

Produzida pela Record e exibida entre 8 de março e 14 de dezembro de 1971, Os Deuses Estão Mortos foi uma novela escrita por Lauro César Muniz. Contando com 242 capítulos, contava a história de duas famílias que disputavam a herança política em uma cidade no interior paulista, uma delas de republicanos e outra de monarquistas.

A novela foi de tamanho sucesso na época que garantiu uma continuação, a Quarenta Anos Depois. No elenco, Fúlvio Stefanini, Jonas Mello, Laura Cardoso, Lia de Aguiar, Márcia Maria, Maria Estela e Rolando Boldrin ocupavam os papéis principais.

1971: Último capítulo de Pingo de Gente (Record)

Exibida pela Record entre 9 de agosto e 14 de dezembro de 1971, Pingo de Gente contou com 110 capítulos. Escrita por Raymundo López, contava a história da garotinha Ana Maria, mais conhecida como “Pingo de Gente”, que ao ser abandonada na rua, encontra o apoio do camelô João.

Em 1978, a trama foi adaptada pela Televisa com o título Gotita de Gente, obra que fez imenso sucesso no México. Em 1998, a emissora fez um remake, exibido em 2001 pelo SBT como Gotinha de Amor.

No elenco, contou com nomes como os de Elisa D’Agostino, Zanoni Ferrite, Célia Helena, Célia Coutinho e Ademir Rocha.

1996: Último episódio de Chico Total (Globo)

Um dos maiores sucessos na história do humor na Globo, Chico Total foi um sucesso absoluto. O programa foi de tamanha popularidade que ganhou uma segunda versão, exibida entre 06 de abril e 14 de dezembro de 1996.

Exibido apenas naquele ano, o programa ia ao ar nas noites de sábado, trazendo clássicos da carreira de Chico Anysio de forma diferente. Era composto por esquetes humorísticos e números musicais, contando com um bloco dedicado à história de vida de apenas um personagem. O formato é comum nos programas de Chico Anysio, com uma plateia presente nos Estúdios da Globo ou no saudoso Teatro Fênix.

O programa não foi renovado para o ano seguinte por conta de uma paralisia labial que afetou o humorista.

1998: Primeiro capítulo de A História de Ester (Record)

A História de Ester chegou às telinhas da Record pela primeira vz em 14 de dezembro de 1998 e por lá ficou até 25 de dezembro do mesmo ano. Escrita por Yves Dumont, a história se inicia no ano de 475 a.C. e fala sobre como Ester se tornou rainha dos judeus e como lhes protegeu do extermínio.

No elenco contou com Daniela Camargo, Giuseppe Oristanio, Serafim Gonzalez e Alexia Dechamps.

Continue Lendo

Coluna

Coluna do Naian: Destaques de 2018 nas categorias Direção e Elenco

Published

on

Destaques de 2018 nas categorias Direção e Elenco

Destaques de 2018 nas categorias Direção e Elenco

Voltei e trouxe comigo mais uma lista dos Destaques de 2018 na minha humilde opinião, apesar de utilizar de critérios técnicos, não permitindo qualquer admiração ou paixão por artista A ou B me contaminar.

A lista só vai trazer os destaques de 2018 na minha visão. Apenas o primeiro colocado será posto aqui, pois meu ranking completo irá parar nas mãos da comissão organizadora do Cocar de Ouro, prêmio do O CANAL (novidades em breve).

O terceiro texto traz as melhores direções e elencos de 2018. Confira abaixo os nomes:

Melhor Direção em série dramática

Amora Mautner dirigiu a série Assédio (Divulgação)

Assédio

Quando Amora Mautner decide gravar cenas, dificilmente consegue ser batida. Com uma obra fechada, tendo maior tempo para cuidar dos pequenos detalhes, ela conseguiu apresentar uma direção primorosa. Preciso deixar claro que fiquei em dúvida entre a direção de O Mecanismo e Assédio, contudo, houve alguns pontos que a série da Globo conseguiu oferecer recursos mais interessantes.

Melhor Direção em série de comédia

Maurício Farias dirigiu Mister Brau

Maurício Farias dirigiu Mister Brau (Reprodução)

Mister Brau

Mister Brau conseguiu ser a melhor, pois as outras séries cômicas também apresentaram mais do mesmo. O que isso quer dizer? Não é lá grandes coisas a direção de Mister Brau ter vencido nesta categoria. O diferencial do produto global para suas concorrentes é apenas a tecnologia e as boas marcações de cenas. Enfim, o Brasil precisa avançar em muitos aspectos quando o assunto é série de humor.

Melhor Direção em novela

José Luiz Villamarim dirigiu a novela "Onde Nascem os Fortes"

José Luiz Villamarim dirigiu a novela “Onde Nascem os Fortes”

Onde Nascem os Fortes

Onde Nascem os Fortes ofereceu um novo universo para o imaginário do telespectador. Muitos vão estranhar essa escolha, pois dirão que Onde Nascem os Fortes é série. Chamar este produto de série é uma falta de respeito com o formato telenovela e também com o formato série. Estamos lutando demais para avançar no mundo dos seriados e apresentar esta obra aos americanos como série, podem apostar, irão gargalhar da nossa cara. Na questão direção, os posicionamentos de câmeras, os cortes de cenas, as sujeiras do cenário e a valorização das belas imagens do sertão deram um enorme charme para a NOVELA DAS ONZE.

Melhor Elenco em série dramática

Murilo Benício atuou na minissérie "Se Eu Fechar os Olhos Agora"

Murilo Benício atuou na minissérie “Se Eu Fechar os Olhos Agora”

Se Eu Fechar Os Olhos Agora

Baita elenco. Os atores, acostumados com o mundo de telenovela, conseguiram criar tipos interessantes e diferentes do padrãozinho dos folhetins. Destaque para Murilo Benício e Antônio Fagundes. Dois atores que merecem todos os aplausos quando entram em cena.

Melhor Elenco em série cômica

Lázaro Ramos e Taís Araújo protagonizaram Mister Brau (Reprodução)

Lázaro Ramos e Taís Araújo protagonizaram Mister Brau (Reprodução)

Mister Brau

Lázaro Ramos e Taís Araújo são ótimos no drama e excelentes na comédia. Puderam brincar entre esses dois universos em Mister Brau e saíram de cena com mais prestígio. Os seus colegas de trabalho também mantiveram o nível. Destaques para Luiz Miranda e George Sauma.

Melhor Elenco em novela

Elenco da novela "Onde Nascem os Fortes"

Elenco da novela “Onde Nascem os Fortes”

Onde Nascem os Fortes

Sim, a NOVELA DAS ONZE ONDE NASCEM OS FORTES foi quem teve o melhor elenco de NOVELA em 2018. Por mais que tivemos elencos maravilhosos em Tempo de Amar, O Outro Lado do Paraíso, Segundo Sol e Malhação – Viva a Diferença, os atores de Onde Nascem os Fortes brilharam e não houve competição.

Leia mais:

Marcos Mion encerra A Fazenda 10 com desempenho brilhante e campeão de audiência na Record TV

Rafael Ilha debocha após Gabi Prado acusar Evandro Santo de macumbeiro

Continue Lendo

A Fazenda

Marcos Mion encerra A Fazenda 10 com desempenho brilhante e campeão de audiência na Record TV

Published

on

Marcos Mion encerra A Fazenda 10 com desempenho brilhante e campeão de audiência na Record TV. (Foto: Edu Moraes)

Marcos Mion encerra A Fazenda 10 com desempenho brilhante e campeão de audiência na Record TV. (Foto: Edu Moraes)

Chega ao fim na noite desta quinta-feira, 13, a décima temporada de A Fazenda, na tela da Record TV. Em uma edição especial, onde comemora-se uma década desde que o reality show estreou no Brasil, Caique Aguiar, João Zoli e Rafael Ilha aparecem como aspirantes do prêmio de R$ 1,5 milhão, mas é Marcos Mion que poderia facilmente sair como o grande vencedor do programa.

Estreante na função como apresentador de A Fazenda, Marcos Mion obteve um brilhante desempenho no programa, resgatando a vontade do público de voltar a ver o reality show. Durante toda a temporada, seu carisma, improviso e desenvoltura em frente às câmeras rendeu ao telespectador a imagem sincera de alguém entregue ao projeto e disposto a fazer acontecer. E fez.

Leia também: Marcos Mion foi o melhor presente da Record TV para o público em comemoração dos 65 anos

No jogo, o comunicador atuou também como familiar dos dezesseis participantes, revezando a função de acordo com a necessidade. Durante um bom tempo ele fazia papel de um primo rebelde, pronto para ver briga e “tacar fogo no feno” no objetivo de fazer os personagens entrarem em conflito. Em outros momentos, porém, atuava como o paizão da turma, acolhendo-os de toda dor emocional que o confinamento causava, dando abraços confortantes e palavras sinceras àqueles que precisavam.

A sua atitude acolhedora não restringiu-se apenas a TV. Os assinantes do Play Plus puderam ver um Marcos Mion ainda mais sensível semanalmente durante as eliminações dos peões. A cada saída de um participante, ele era seletivo nas informações passadas, até mesmo por recomendação da psicóloga. Um dos momentos mais marcantes, foi após a rejeição histórica de Fernanda Lacerda contra Leo Stronda, quando na Cabine de Descompreensão, a eterna Mendigata desabou no choro e foi consolada por diversos minutos pelo apresentador.

Com um apresentador ideal e elenco repleto de conteúdo, a décima edição de A Fazenda termina como campeã de audiência e vitórias históricas contra a Rede Globo. Trazendo ao público um Marcos Mion ainda mais incrível, o reality show acumula nesta temporada 9,7 pontos de média na Grande São Paulo, superando com folga as últimas quatro apresentadas por Britto Jr e Roberto Justus.

 

Continue Lendo