Connect with us

Netflix

Protagonista de Demolidor fala sobre cancelamento: “Muito triste com isso.”

Published

on

Demolidor: Série da Marvel chega ao fim em sua 3ª temporada (Foto: Reprodução)

O casamento entre a Marvel e a Netflix parece caminhar cada vez mais para um final melancólico. O começo do fim da parceria do serviço de streaming com o estúdio, que começou com os fins decretados de Punho de Ferro e Luke Cage, ganhou ainda mais força após o cancelamento de Demolidor, série mais popular dentre todas da parceria. Jessica Jones e The Punisher, as sobreviventes, provavelmente serão cancelada após suas novas temporadas irem ao ar. Charlie Cox, protagonista de Demolidor, falou sobre seus sentimentos ao se despedir de Matt Murdock em entrevista ao EW.

— Segunda temporada de Ilha de Ferro pode ter reviravolta —

Após o fim da 3ª temporada, os roteiristas estavam prontos para seguir adiante. Reuniões para debater as ideias chegaram a ser feitas, então o cancelamento pegou a todos de surpresa.

Cox disse que “muitos de nós esperavam continuar. Eu também. A verdade é que eu senti como se tivéssemos muitas histórias ainda, e apesar de eu entender [o cancelamento], estou muito triste com isso. É assim que os negócios funcionam. Mas também, esses personagens significam muito para as pessoas. É estranho pensar que há uma chance de eu não interpretar Matt Murdock nunca mais. Isso é um sentimento bizarro, porque esse personagem tem sido uma grande parte dos meus últimos quatro anos e meio.”

— Globo de Ouro aumenta guerra entre streaming e tv convencional —

Cox chama o trabalho de “emprego dos sonhos”, mencionando como era interpretar o herói em conflito, e o quanto ele gostava das acrobacias e da coreografia das lutas. Mas ele foi cauteloso em não dar nenhuma pista sobre o que a 4ª temporada poderia ter sido, já que não havia um debate muito grande dos fãs em torno dos personagens, mas também porque não queria oferecer qualquer esperança de retorno.

Cox, no entanto, não pensaria duas vezes se pudesse interpretar Murdock de novo. “Oh meu Deus, sim. Eu não sei como isso aconteceria, mas talvez um dia possamos fazer algo novamente.”

— Vingadores 4 ganha trailer e título oficial  —

Ciumenta? Em conversa ao O Canal, Giovanna Ewbank revela se sente ciúmes de Bruno Gagliasso em cenas românticas. Assista:

Clique para comentar!

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

  Subscribe  
Notify of

Netflix

Séries da Marvel canceladas pela Netflix não podem ir para o Disney+ ainda; entenda

Published

on

Demolidor: Série da Marvel foi cancelada pela Netflix em sua 3ª temporada (Foto: Reprodução)

Quando a Netflix começou a cancelar a maioria dos shows produzidos em parceria com a Marvel (Luke Cage, Demolidor e Punho de Ferro já tiveram seu fim decretado e é esperado que Jessica Jones e Justiceiro sigam pelo mesmo caminho), muito se especulou se as séries não estariam migrando para o Disney+, o serviço de streaming que a casa do Mickey pretende lançar em breve.

— Acusada de “torturar” filha, Mayra Cardi abandona redes sociais  —

Bom, aparentemente, as coisas não são fáceis assim. Segundo uma reportagem da Variety, as séries canceladas não podem ser migradas para um serviço fora da Netflix ainda graças a uma cláusula no acordo original da Netflix com o estúdio, que impede que os personagens apareçam em qualquer produção fora da Netflix por pelo menos dois anos a partir do cancelamento. Sendo assim, Luke Cage, Punho de Ferro e Demolidor só poderiam fazer participações em produções do Disney+ em 2020.

No caso de Jessica Jones, com uma temporada ainda para estrear ano que vem, o prazo seria ainda maior: 2021 – partindo do pressuposto que a série seja cancelada apenas ano que vem, após a exibição de sua 3ª temporada.

— Ana Hickmann está sendo perseguida e ameaçada por mulher —

Já Justiceiro, série que chegou depois com Jon Berthal e que teve sua segunda temporada marcada para janeiro de 2019,  não estava incluso no acordo original, então ainda é incerto o quanto a Disney pode ou não usar o personagem de imediato em suas produções fora da Netflix – mais uma vez, supondo o cancelamento da série seguindo as demais.

Desde o anúncio de que a Disney faria seu próprio serviço de streaming, muito se falou a respeito do destino das séries feitas em parceria deles com a Netflix e do destino dos filmes do estúdio disponíveis na plataforma, já que desde o começo, a Disney deixou claro que o Disney+ será o lar de todas as suas produções.  Além das já anunciadas produções do universo Star Wars, o Disney+ já desenvolve algumas séries do Universo Marvel, focada em personagens como Loki, Feiticeira Escarlate, Visão e Falcão.

Aos fãs das produções, resta apenas esperar – mais do que o imaginado – para descobrir se as canceladas séries terão sobrevida ou não.

— Malhação: Personagem fica entre a vida e a morte —

Continue Lendo

Netflix

Veja quais foram as séries mais maratonadas na Netflix em 2018

Published

on

Netflix divulgou suas séries mais maratonas de 2018. (Foto: Divulgação/Netflix)

Desde que a Netflix se popularizou no Brasil e no mundo, o hábito de “maratonar” séries se tornou comum. Chamado pelo serviço de streaming de binge-watching, ele consiste no fato do usuários se sentar diante da TV ou computador e assistir vários episódios de uma série seguidos. Em 2018, mundialmente falando, a história da amizade de quatro adolescentes sendo testada pelo bairro de Los Angeles, no centro da cidade, foi o que mais deixou os usuários do serviço colados no sofá.

— Esquerdista, Troféu Domingão perde 22% do público  —

A gigante do streaming divulgou na terça-feira o seu “Year in Review” e os destaques foram as suas séries originais que mais foram maratonadas (até 28 de novembro, quando a métrica foi fechada) e prenderam por mais tempo o espectador, fazendo-o consumir os episódios seguidamente.

Veja a lista:

1. On My Block
2. Making a Murderer: Part 2
3. 13 Reasons Why: Season 2
4. Last Chance U: INDY
5. Bodyguard
6. Fastest Car
7. The Haunting of Hill House
8. Anne with an E: Season 2
9. Insatiable
10. Orange Is the New Black: Season 6

Uma das métricas chave que a Netflix usa para decidir se renova ou não uma série é a “taxa de conclusão” – ou seja, quantas vezes uma temporada foi assistida até o final. Então, quanto mais vezes você assistir a temporada de sua série favorita, melhor.

Recentemente, a criadora de One Day at a Time, uma das séries mais aclamadas pela crítica do serviço de streaming, pediu que seus fãs assistissem novamente as temporadas do programa, de forma a mostrar a Netflix que existia uma base ali e que a série valia a pena ser renovada – o que deu certo, já que o show terá uma terceira temporada.

— Gravações de série da Globo é suspensa após funcionário ser assassinado —

A Netflix também compartilhou seus filmes originais, reassistidos por “quase 50 por cento dos espectadores ((globalmente): A Barraca do Beijo, Para todos os Garotos que Já Amei (que ganhará sequência)e Roxanne Roxanne. 

—Chiquititas novamente vence principal telejornal da RecordTV  —

Continue Lendo

Netflix

Dois personagens de Stranger Things morreriam na primeira temporada; saiba quem

Published

on

Noah Schnapp, o Will de Stranger Things, revela detalhes de bastidores (Foto: Reprodução)

Assim como as novelas, séries de TV são obras abertas. Por mais que exista uma ideia pré concebida sobre os rumos da história, é comum que os autores acabem mudando de ideia sobre acontecimentos específicos e destinos de alguns personagens, de acordo com aquilo que eles vêem durante a produção da história. Foi o que aconteceu com os irmãos Duff, ainda na primeira temporada de Stranger Things.

— NOW disponibiliza 16 filmes do Superman em comemoração aos 80 anos do herói —

Segundo Noah Schnapp, que interpreta um dos protagonistas da série, Will, seu personagem não deveria ter sobrevivido aos acontecimentos da primeira temporada (para aqueles que não se lembram, o ano inicial da série foca na busca por Will, que estava preso no Mundo Invertido – onde ele deveria ter encontrado seu fim, segundo a ideia inicial). Segundo o ator, ele ouviu isso da boca dos próprios irmãos Duff (produtores da série).

Na ocasião (uma reunião em São Paulo ontem, com outros membros do elenco), ainda foi citado também o fato do personagem de Joe Kerry, Steve, também ter sido poupado no ano inicial – o que ajudaria a explicar porque da primeira para segunda temporada existe uma grande evolução no arco de Steve, que passa de um babaca que pratica bullying para um adolescente com problemas reais e realmente interessante.

— Coluna do Jupa: a boa festa do Melhores do Ano 2018  —

Segundo Sadie Sink (intérprete de Max), os irmãos Duff se apaixonaram pelo personagem e decidiram poupá-lo. Recentemente, produtores da série já tinham comentando que Steve era um dos personagens que jamais seria tirado do show.

“Honestamente, o dia em que Steve Harrington morre é o dia em que saio desse show”, prometeu o produtor executivo Shawn Levy à TVLine durante um painel do evento PaleyFest. “Eu simplesmente não posso viver em um mundo sem Steve Harrington. E eu acho que muitos de nós nos sentimos assim. ”

A terceira temporada de Stranger Thing está programa para o ano que vem e teve seus títulos divulgados em um teaser ontem, dia 10 de dezembro. Veja aqui. 

— RedeTV! deixa Band para trás com transmissão da Premier League —

Continue Lendo