Connect with us

Televisão

Morre aos 84 anos o ator e diretor de novelas Henrique Martins

Published

on

Ator e diretor Henrique Martins. (Foto: Reprodução)

Ator e diretor Henrique Martins. (Foto: Reprodução)

O ator e diretor de novelas Henrique Martins morreu neste domingo (26), aos 84 anos de idade. As informações são do UOL e da assessoria de imprensa do SBT, onde trabalhou por diversos anos.

Leia também: De cantora a apresentadora: conheça a história de Mara Maravilha

Ele havia dado entrada no hospital Samaritano, em São Paulo após sofrer uma queda dentro de casa e fraturar duas costelas. Mesmo depois de deixar a UTI, ele veio a óbito por falência múltipla dos órgãos. O velório e sepultamento acontecerá nessa segunda (27), das 9h às 11h no Cemitério Israelita, no Butantã, zona oeste de São Paulo.

Henrique trabalhou em diversas produções da TV, passando por diversas emissoras como Tupi, Excelsior, Globo, Record. Seu tempo de carreira era de aproximadamente 60 anos.

Martins atuou na direção de novelas como O Direito de Nascer (1964), Anastácia, A Mulher Sem Destino (1967), A Barba Azul (1974), Os Imigrantes (1982), Éramos Seis (1994), Fascinação (1998), Os Ricos Também Chora” (2005) e Amigas e Rivais (2007), e atuou em O Sheik de Agadir (1966), da qual também foi diretor ao lado de Régis Cardoso, A Sombra de Rebeca” (1967), O Meu Pé de Laranja Lima (1970), Ribeirão do Tempo (2010) e o remake de Carrossel” (2012).

Ele nasceu em Berlim, na Alemanha em chegou ao Brasil com apenas três anos de idade.

Clique para comentar!

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

  Subscribe  
Notify of

Televisão

De Zózimo Bulbul a Lázaro Ramos: Como atores negros ganharam espaços de protagonistas

Published

on

O ator Lázaro Ramos. (Foto: Reprodução)

O ator Lázaro Ramos. (Foto: Reprodução)

Hoje, Dia da Consciência Negra, não podíamos deixar de lembrar de nomes que marcaram a dramaturgia brasileira e que tem conquistado cada vez mais espaço na TV.

Em 1969, Zózimo Bulbul foi o primeiro ator negro a protagonizar uma novela no Brasil, chamada Vidas em Conflito da TV Excelsior. Ele foi também um dos maiores ícones da cinematografia afro brasileira nas décadas de 60 e 70, fazendo da história do povo negro no Brasil o seu caminho através do cinema. Zózimo faleceu em janeiro de 2013, vítima de um câncer de intestino.

Zózimo foi apenas o começo de uma grande revolução na teledramaturgia brasileira. Outros nomes como Antônio Pitanga, Tony Tornado e Milton Gonçalves também fizeram sucesso como protagonistas negros na televisão.

Mesmo os atores negros ainda sendo minorias na tramas, a representatividade vem crescendo e ano após ano, ganhando o espaço e destaque cada vez mais merecido, principalmente nas novelas, onde a maioria não protagonizam papeis de relevância.

Por exemplo, Lázaro Ramos tornou-se o principal ator negro do país e sua luta tem aberto espaço para outros nomes negros conquistarem espaços maiores na TV, como Sérgio Malheiros e Ícaro Silva.

Sobre o destaque de Lázaro Ramos

Lázaro Ramos foi o segundo ator brasileiro a ser indicado ao Emmy Internacional. O primeiro foi Douglas Silva, outro ator negro, que acabou indo a premiação por Cidade dos Homens.

Durante os anos de 1998 a 2002, foi âncora do Fantástico. O ator foi indicado ao Emmy (2007) de melhor ator por sua interpretação na novela Cobras & Lagartos, como Foguinho, porém não levou o prêmio.

Leia também:

— Pela primeira vez Susana Vieira abre jogo sobre doença: “Tenho medo de morrer”
— Saiba quando e quem foi a única brasileira a vencer um Emmy Internacional
— Larissa Manoela surpreende fãs com acordo de três anos com a Netflix

Continue Lendo

Televisão

Por que Heraldo Pereira é tão importante na luta contra o racismo

Published

on

Heraldo Pereira na bancada do Jornal Nacional. (Foto: Reprodução/TV Globo)

Heraldo Pereira na bancada do Jornal Nacional. (Foto: Reprodução/TV Globo)

Heraldo Pereira é o primeiro jornalista negro a fazer parte da bancada permanentemente do Jornal Nacional. Ele também foi oficializado em 2017 como apresentador titular do Jornal das Dez, na GloboNews. Ainda na emissora, ele foi o principal apresentador da Globo News durante a campanha das eleições 2018.

Foi com apenas 18 anos que Heraldo conseguiu um estágio como repórter na TV Ribeirão Preto, logo que foi inaugurada. Ele foi transferido para TV Campinas em 1981 e lá começou a estudar jornalismo. Em 1985, foi para a redação da filial da Rede Globo em São Paulo. Após um longo período como repórter, ele passou a fazer matérias para o Jornal Nacional.

Heraldo Pereira fez grandes coberturas como a a promulgação da Constituinte de 1988, as eleições presidenciais de 1989 e a decretação do Plano Collor. O jornalista também fez uma reportagem que foi exibida no Fantástico, sobre os acordos entre o governo local e os grupos negros para acabar com o apartheid. Ele também cobriu o processo de impeachment de Collor, acompanhando diversas eleições e até mediando debates políticos.

Após conquistar o seu espaço no Jornal Nacional, Heraldo tornou-se o jornalista negro de maior destaque na TV Brasileira. Ele também é comentarista político do Jornal da Globo desde o ano de 2007.

Leia também:

— Pela primeira vez Susana Vieira abre jogo sobre doença: “Tenho medo de morrer”
— Saiba quando e quem foi a única brasileira a vencer um Emmy Internacional
— Larissa Manoela surpreende fãs com acordo de três anos com a Netflix

Continue Lendo

Televisão

No Vídeo-Show, Selton Mello pede para fazer novela com o irmão

Published

on

Selton e Danton Mello conversam ao vivo no Video Show. (Foto: Reprodução/Globo)

Selton e Danton Mello conversam ao vivo no Vídeo Show. (Foto: Reprodução/Globo)

Nesta terça-feira, 20, Dalton Mello foi homenageado no Vídeo Show, onde o ator pôde rever momentos importantes de sua carreira. Além disso, ele conversou ao vivo com seu irmão, Selton Mello, que sugeriu que a Globo fizesse uma novela para que ambos atuassem juntos.

“Agora uma bronca ao vivo na Rede Globo: Rede Globo, uma novela com a gente fazendo irmãos. Para ontem, a gente quer”, sugeriu Selton. “A gente quer muito trabalhar junto”, disse Dalton, concordando. Os irmãos nunca contracenaram juntos.

“Confundem a gente até hoje, me dão parabéns na rua porque danço. Você é um grande ator, um grande irmão, um grande cara. Essa homenagem é muito linda, você é tão surpreendente que virou até dançarino. Ele está gravando minissérie da Hebe, o ‘Tá no Ar’, é pai e está arrasando na ‘Dança’. Você torna tudo mais impressionante ainda”, continuou Selton, elogiando o homenageado.

“Eu te amo demais, admiro demais você. Nos momentos alegres e difíceis estamos sempre juntos. Um artista completo”, retribuiu seu irmão Dalton.

Leia também:

— Pela primeira vez Susana Vieira abre jogo sobre doença: “Tenho medo de morrer”
— Saiba quando e quem foi a única brasileira a vencer um Emmy Internacional
— Larissa Manoela surpreende fãs com acordo de três anos com a Netflix

Continue Lendo

Enquete

Advertisement

Siga-nos no Twitter

Advertisement

Curta-nos no Facebook!

Advertisement

Copyright © 2018 O Canal - Onde a TV vira notícia!