Connect with us

Televisão

Record investirá em novelas para o PlayPlus

Published

on

PlayPlus e Record. (Foto: Reprodução)

PlayPlus e Record. (Foto: Reprodução)

PlayPlus, serviço de streaming da Record, tem tomado cada vez mais espaço em relação aos serviços exclusivos das emissoras. Para os próximos anos, a Record está investindo e estuda parceria com produtoras para lançar novelas de cunho não-bíblico.

A Vitória do presidenciável Jair Bolsonaro será fundamental para os planos da emissora, que pretende emplacar alguns de seus projetos através de Lei Rouanet.

O PlayPlus disponibiliza todo conteúdo recente da RecordTV, dentre novelas, séries, minisséries, programas de auditório, variedades, jornalísticos, séries de reportagens, produções históricas da emissora e parte do conteúdo da Record News. Além disso, também tem no catalogo conteúdo da ESPN, Disney, SuperToons, PlayKids, FishTV e outros.

Além do conteúdo sob demanda, o PlayPlus exibe a programação ao vivo da RecordTV, Record News, ESPN e das rádios 98 FM, Sociedade, Vagalume, Energia 97. Em seu catálogo, também está disponível podcasts e programas exclusivos.

Leia também:
— Qual será o futuro da Record no governo Jair Bolsonaro?
— Globo retorna com Rede Fuso e exibirá programação atrasada
— Review: O fim de House of Cards – Frank Underwood não morreu

Clique para comentar!

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

  Subscribe  
Notify of

Televisão

Os acontecimentos mais marcantes da TV no dia 15 de novembro

Published

on

15 de novembro, dia de estreia da RedeTV!. (Foto: Reprodução)

A RedeTV! foi ao ar pela primeira vez em 15 de novembro. (Foto: Reprodução)

A TV é historicamente o maior veículo que proporciona informação e entretenimento depois da internet. Por muitos anos, foi a principal fonte de informação do mundo inteiro e, no Brasil, tem uma preferência peculiar pelas novelas e séries. Confira alguns eventos que marcaram o dia 15 de novembro como destaque no mundo da televisão brasileira.

1971 – Primeiro Capítulo de O Preço de um Homem, da Tupi

Estreando em 15 de novembro de 1971 e escrita por Ody Fraga e baseada no romance Senhora, se José de Alencar, O Preço de um Homem foi um dos sucessos da teledramaturgia da extinta TV Tupi. Sua trama trazia a história de Rosa, uma moça humilde e órfã, uma empregada de uma loja na rua Augusta, em São Paulo, que vê seu romance com Mário naufragar, depois que ele conhece Marisa, filha de um empresário milionário, que lhe acena com mil possibilidades de ascensão econômica e social. Mário deixa para trás seu emprego no banco e o amor de Rosa, para conseguir, através de Marisa, o dinheiro necessário para oferecer à sua mãe e irmã uma maior assistência. O elenco trazia nomes como Arlete Montenegro e Adriano Reys.

1993 – Primeiro capitulo de Fera Ferida, da Globo

Fera Ferida foi um dos sucessos do realismo fantástico de Aguinaldo Silva. Exibida entre 15 de novembro de 1993 e julho de 1994, a trama contava através de seus 210 capítulos uma história de vingança e cobiça. O prefeito da fictícia Tubiacanga, Feliciano Mota da Costa, acredita que a cidade esconda preciosas minas de ouro. Ao seu lado estavam os companheiros Major Emiliano Bentes, Professor Praxedes e Numa Pompílio de Castro. Para provar ao povo de Tubiacanga que está certo, Feliciano mostra uma enorme e brilhante pepita de ouro em plena praça pública, causando um rebuliço entre os tubiacanguenses. Com a pedra nas mãos, o prefeito consegue convencer a todos a entregar-lhe suas economias para a construção de uma empresa de mineração na cidade.

1999 – Rede TV entra no ar oficialmente

Sediada em Osasco, as primeiras transmissões da RedeTV! foram iniciadas em 15 de novembro de 1999. Seis meses após a compra das concessões das cinco emissoras próprias da extinta Rede Manchete pelos empresários Amilcare Dallevo Jr. e Marcelo de Carvalho. A programação da emissora é voltada principalmente ao entretenimento, com diversos programas direcionados a segmentos específicos: humorísticos, talk shows, jornalísticos, esportivos, séries e femininos. Atualmente, é dona de programas de sucesso como Mega Senha, Superpop e A Tarde é Sua.

2009 – Primeiro episódio de A Fazenda 2

Tendo a primeira temporada, que estreou em 15 de novembro de 2009 como um sucesso absoluto de audiência, A Fazenda 2 foi a segunda temporada do reality de confinamento da Record. Vários famosos são colocados em uma fazenda no interior de São Paulo, onde precisam conviver e realizar tarefas, concorrendo a prêmios mas também sofrendo punições quando descumprem alguma regra do jogo. A vencedora da temporada foi a atriz e modelo Karina Bacchi, que enfrentou o também ator e modelo André Segatti na final do programa.

Leia Também
— Por que Marina Ruy Barbosa tem mais espaço na Globo que Bruna Marquezine
— O que tornouque tornou Emílio Dantas o queridinho da Globo
— O casamento tardio entre Tony Ramos e Aguinaldo Silva

Continue Lendo

Televisão

Horário Nobre: A crise da Globo criar novos medalhões

Published

on

Sílvio de Abreu, diretor da dramaturgia da rede Globo. (Foto: Reprodução)

Sílvio de Abreu, diretor da dramaturgia da rede Globo, que comando o horário nobre. (Foto: Reprodução)

Recentemente a Globo deu uma nova missão a Silvio de Abreu: renovar os autores das três faixas de horário das novelas. Isso se deu por que a Globo vem enfrentando algumas dificuldades para renovar o seu casting, principalmente o do horário nobre. Essa missão foi concluída com êxito pelo agora diretor dramaturgo – mas apena nos horários das 18h e 19h.

No horário das nove, em toda esta década, apenas dois autores foram testados. Walcyr Carrasco, que teve amplo sucesso em O Outro Lado do Paraíso, e Maria Adelaide Amaral, que fracassou na sua única tentativa de imersão no horário, A Lei do Amor, que não conseguiu cativar o público e decaiu em audiência quando em comparação com outras novelas “nobres”.

Na mídia, porém, circulam diversos nomes de autores que são ventilados para assumir o posto do horário mais disputado – e rentável – do país, que tem audiência média de 60 milhões de telespectadores. Entre eles, Lícia Manzo, a autora de Sete Vidas (que agradou muito a direção da emissora carioca, bem como o público) e Ricardo Linhares, que tem a assinatura em outros grandes sucessos que foram sucesso de audiência e crítica, como Rock Story, Babilônia e A Indomada.

Uma autora reservada para o horário nobre, porém que ainda não é um dos “medalhões” da Globo é Manuela Dias. Se trata de uma renovação, porém, circula pelos bastidores da Globo o risco de que sua novela se torne uma minissérie – e acabe não estreando no horário, como aconteceu com Duca Rachid e Thelma Guedes, que tiveram um projeto confirmado e datado, mas depois foi retirado do horário.

Historicamente, as novelas das nove são sempre as de maior audiência, que apresentam maior repercussão e melhores críticas, o que consequentemente acaba tornando o horário o mais lucrativo para a receita da Globo. Porém, como nada é tão simples, os projetos cogitados para ocupar essa faixa sofrem uma pressão maior, exigindo resultados. Por isso, a emissora preferia usar seus medalhões, que são praticamente garantias de resultados, como Aguinaldo Silva, João Emanuel Carneiro e Glória Perez.

Leia também:
— Os quadros que poderiam virar programas inteiros
— Como a renovação deixou medalhões de novelas fora do ar na Globo
— Por que Marina Ruy Barbosa tem mais espaço na Globo que Bruna Marquezine

Continue Lendo

Globo

Por que Sob Pressão faz tanto sucesso

Published

on

(Divulhação/Globo)

Que “Sob Pressão” é a série de maior sucesso da Rede Globo dos últimos anos, é um fato incontestável. Com bons números de audiência, uma ótima repercussão nas redes sociais e, em sua maior parte, elogiada pelo público, o drama médico protagonizado por Marjorie Estiano e Júlio Andrade está atualmente em sua segunda temporada, mas com uma 3ª (de 14 episódios) já garantida.

Desde que a produção de seriados da emissora aumentou, a Globo ainda não tinha conseguido alcançar isso. O que difere, então, a história de Evandro (Andrade) e Carolina (Estiano) das outras?

Um motivo que pode ser levado em conta é a semelhança (ao menos na base da história) de “Sob Pressão”com famosas séries médicas, como “Grey’s Anatomy,” House”, e “E.R- Plantão Médico”. Assim como esses programas de sucesso, o seriado da Globo mescla o dia-a-dia de um hospital, seus funcionários e os casos que precisam ser resolvidos por eles, enquanto lidam com diversos problemas em sua vida pessoal. É a clássica e batida fórmula de seriados médicos, que deu vida a inúmeros programas de sucesso nos Estados Unidos e que parece funcionar até hoje.

Outro motivo é a clara estrutura folhetinesca na qual as situações são sustentadas. Sempre existe uma virada próxima de acontecer (e ela quase sempre pode ser prevista antes de acontecer), construída geralmente com base em situações vivenciadas com pacientes. Em um país onde a telenovela ainda é a maior fonte de entretenimento, é compreensível que esse tipo de estrutura funcione, mesmo que em produções seriadas.

“Sob Pressão” ainda usa outro elemento do folhetim clássico: A dualidade entre dois protagonistas que se apaixonam. Evandro é o doutor cético, Caroline é aquela que se baseia na fé e usa isso para tudo no seu dia-a-dia. É a clássica história dos “opostos que se atraem”, que dá liga a história de amor dos dois e, mais uma vez, funciona para o público.

Existem vários defeitos na série – inclusive ligados à forma como todos esses pontos são apresentados -, mas há que se dar o braço a torcer: “Sob Pressão” soube entender seu público e o que ele quer consumir e, por isso, é um sucesso.

Leia Também:

– A aposta da Globo para temas atuais em suas séries

– O caminho da Rede Globo até o Emmy

– Lista: 5 séries de época para viajar no tempo

Continue Lendo

Enquete

Advertisement

Siga-nos no Twitter

Advertisement

Curta-nos no Facebook!

Advertisement

Copyright © 2018 O Canal - Onde a TV vira notícia!